Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 25º

Arraial dos Cravos cancelado "por falta de apoio"? "É falso", diz Moedas

A iniciativa 'Abril é Agora' cancelou o Arraial dos Cravos, que tem realizado anualmente no Largo do Carmo, alegando "falta de apoio" da Câmara Municipal de Lisboa, que diz ser "falso" ter recusado dar suporte à iniciativa.

Arraial dos Cravos cancelado "por falta de apoio"? "É falso", diz Moedas
Notícias ao Minuto

18:01 - 22/04/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

País Lisboa

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou, esta segunda-feira, ser "falso" que a autarquia "não apoie" o Arraial dos Cravos, mantendo a disponibilidade "para encontrar soluções".

O Arraial dos Cravos, organizado pela associação cultural Cultra e pela Associação Abril e integrado nas comemorações 'Abril é Agora', estava marcado para o dia 24 e contou com o apoio da autarquia nas últimas duas edições, em 2022 e 2023.

"É falso que a CML não apoie o Arraial dos Cravos. Desde o primeiro contacto, disponibilizámo-nos para ajudar a que esta iniciativa se realizasse", começou por escrever Carlos Moedas, numa publicação divulgada na rede social X (antigo Twitter).

"Continuamos disponíveis para encontrar soluções. Tal como esta, são centenas as iniciativas que estamos a apoiar para comemorar os 50 anos do 25 de abril", acrescentou.

Em causa, note-se, está uma publicação divulgada pela organização do Arraial dos Cravos, na qual é referido que o tradicional evento não se irá realizar "por falta de apoio da Câmara Municipal de Lisboa".

"Tomar o Carmo! Por falta de apoio da Câmara Municipal de Lisboa, o nosso tradicional Arraial dos Cravos realizado na noite de 24 de abril não pode avançar nos moldes habituais. Nos 50 anos do 25 de Abril, cantaremos a Grândola nas ruas como sempre. Apelamos a todas as organizações e coletivos comprometidos com este evento, assim como a toda a população de Lisboa, a juntar-se a nós no Largo do Carmo na noite de 24 de Abril. 25 de Abril, sempre!", lê-se na página de Facebook da 'Abril é Agora'.

À Lusa, Dina Nunes, da organização do arraial, disse que a autarquia negou o suporte logístico necessário, em concreto a instalação das tendas onde as associações expõem e vendem materiais, bem como comida e bebida, e o palco onde "os artistas atuam gratuitamente".

O anúncio do cancelamento do arraial está a gerar indignação nas redes sociais, onde se tem apelado a que se mantenha a concentração no Largo do Carmo.

Depois de receberem luz verde da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior para voltar a fazer a iniciativa no Largo do Carmo, a organização do arraial pediu, "como sempre", apoio logístico à Câmara Municipal de Lisboa.

Segundo Dina Nunes, o pedido seguiu por escrito, em 9 de abril, mas já antes tinham sido feitos contactos com o vereador da Cultura, Diogo Moura.

Em resposta escrita à Lusa, a CML confirma ter recebido o pedido no dia 9, à noite.

"À data em que este pedido deu entrada, grande parte dos meios materiais e humanos de que a CML dispõe já se encontravam comprometidos com outros eventos, agendados há vários meses", assinalou a autarquia, adiantando que comunicou à organização que "se encontravam disponíveis para cedência no dia 24 de abril um palco e uma tenda".

"Dado que à data existia já um conjunto de ocupações previstas e autorizadas para o Largo do Carmo, no âmbito das comemorações do cinquentenário do 25 de abril, ambas as entidades acordaram numa mudança de local do Arraial dos Cravos para a Praça de Luís de Camões", refere a CML.

Dina Nunes conta uma história um pouco diferente: a proposta da Praça de Luís de Camões foi feita à organização pela Junta de Freguesia da Misericórdia, quando as autoridades se aperceberam de que o Largo do Carmo estaria ocupado pelos equipamentos da RTP, para a emissão do 25 de Abril.

A organização acedeu à mudança, mas insistiu, por email, na necessidade de apoio logístico.

Segundo Dina Nunes, não se alterou a resposta que receberam logo no dia 12 de abril, na qual a secretaria geral da CML dizia não ser possível apoiar a iniciativa "dados os inúmeros pedidos" recebidos.

"Em 2022 e 2023 a Câmara apoiou e com facilidade. Não houve nenhuma questão", recorda Dina Nunes.

A Câmara Municipal de Lisboa diz ter sido informada hoje sobre a decisão da organização do 'Arraial dos Cravos' de cancelar o evento.

No ano passado, o 'Arraial dos Cravos' juntou 24 associações e uma dezena de artistas.

Leia Também: Cerca de mil militares participam em cerimónia evocativa do 25 de Abril

Recomendados para si

;
Campo obrigatório