Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 22º

Cerca de mil militares participam em cerimónia evocativa do 25 de Abril

Cerca de mil militares dos três ramos das Forças Armadas, dos quais 430 em parada, vão participar no dia 25 numa cerimónia evocativa dos 50 anos da Revolução dos Cravos, na Praça do Comércio, em Lisboa.

Cerca de mil militares participam em cerimónia evocativa do 25 de Abril
Notícias ao Minuto

11:21 - 21/04/24 por Lusa

País 25 Abril

De acordo com o programa divulgado pela Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril, esta cerimónia militar decorrerá pelas 09:00 na Praça do Comércio e será presidida pelo chefe de Estado e Comandante Supremo das Forças Armadas, Marcelo Rebelo de Sousa.

A cerimónia contará com a participação de 1.100 militares, dos quais 430 em parada, adiantou à Lusa o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

"A cerimónia contempla um desfile apeado das Forças em parada e de 200 militares equipados para combate, com sobrevoo de aeronaves, seguindo-se um desfile de viaturas do Exército", disse o EMGFA.

No local estarão 37 meios militares: da Marinha, duas fragatas, um navio patrulha oceânico, um navio patrulha costeiro e um navio hidrográfico; do Exército, "duas motos, duas viaturas ultraligeiras, um Panhard M11, cinco viaturas URO VAMTAC e oito viaturas PANDUR"; e pela Força Aérea diversas aeronaves, desde um EH-101 Merlin, dois Koala, um KC-390, um C-130H, um Falcon 50 e quatro F16M, entre outros.

De acordo com o programa, entre as 09:40 até ao meio dia, será feita a continuação da recriação histórica da "Operação fim de regime", cujo início, à semelhança do que aconteceu há 50 anos, terá lugar na noite do dia 24, em Santarém, na antiga Escola Prática de Cavalaria.

Esta operação foi desencadeada na madrugada do dia 25 de Abril de 1974, sob a liderança de jovens capitães e pôs fim a 48 anos de ditadura em Portugal.

Nesse momento da cerimónia, a Associação Portuguesa de Veículos Militares Antigos fará desfilar pela Praça do Comércio um conjunto de 13 viaturas militares da época perante o Presidente da República e restantes entidades presentes.

"Os veículos ficam depois estacionados no local, permitindo a interação dos cidadãos com os militares de Abril. Estará também exposto um carro de combate M47 Patton, representando as forças militares leais ao Governo de Marcello Caetano", lê-se no programa.

De seguida, mais tarde do que o habitual devido a esta cerimónia militar, decorrerá na Assembleia da República a tradicional cerimónia solene evocativa do 25 de Abril de 1974.

Leia Também: Instituto Português de Cultura quer usar 25 de Abril para reforçar laços

Recomendados para si

;
Campo obrigatório