Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 30º

Representante da República recorda Nepomuceno como defensor da liberdade

O representante da República para a Madeira, Ireneu Barreto, recordou hoje o advogado, historiador e político Rui Nepomuceno, que morreu aos 87 anos, como um defensor da liberdade e da democracia.

Representante da República recorda Nepomuceno como defensor da liberdade
Notícias ao Minuto

13:21 - 18/04/24 por Lusa

País Ireneu Barreto

Numa nota, Ireneu Barreto recorda Rui Nepomuceno como uma "figura unanimemente respeitada" da sociedade, "permanente defensor da liberdade, da democracia e da participação cívica".

"Sempre se bateu, enquanto advogado e em todos os momentos da sua intervenção pública, pela defesa dos valores humanistas em Portugal e na Região Autónoma da Madeira em particular", salienta.

Além disso, acrescenta o representante da República, Rui Nepomuceno "contribuiu de forma empenhada para a consolidação da democracia" no arquipélago, pelo seu papel "no ativismo político, com uma participação fundamental no movimento sindical".

Foi distinguido em 2009 pelo então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, com a Ordem do Infante D. Henrique, lembra ainda Ireneu Barreto.

O advogado, historiador e político madeirense Rui Nepomuceno, morreu hoje no Funchal, anunciou a direção regional da Madeira do Partido Comunista Português (PCP).

Também numa nota, o presidente da Assembleia Legislativa, José Manuel Rodrigues, lembra o advogado, historiador e político como "uma personalidade ímpar da sociedade madeirense e um homem de causas e convicções inabaláveis às quais dedicou uma vida".

"Rui Nepomuceno estava profundamente comprometido com o ideal de uma sociedade mais justa e mais solidária", tendo sido "um defensor da autonomia da Madeira e esteve sempre na primeira linha do combate pela melhoria das condições de vida do povo" da região, acrescenta José Manuel Rodrigues.

Igualmente numa nota de pesar, o PS/Madeira destaca o "importante papel na construção e consolidação da vida democrática e da autonomia da região" de Rui Nepumoceno, considerando que o seu nome "fica indelevelmente ligado" ao processo autonómico.

"A par da vida política, teve um percurso cívico, social e cultural igualmente assinalável", lê-se na nota dos socialistas.

O BE exprimiu também, em comunicado, "o seu pesar pelo falecimento de Rui Nepomuceno, que, para além de advogado e historiador, será sempre lembrado como um lutador pela liberdade, acérrimo defensor das suas causas e convicções e um autonomista convicto".

Rui Nepomuceno nasceu em 10 de maio de 1936, no Funchal, licenciou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, tendo participado em lutas académicas contra o salazarismo.

Deputado regional, autarca no Funchal, militante do Partido Comunista Português, conhecido como "advogado dos pobres", é autor de várias obras relacionadas com a história da Madeira e da autonomia.

Leia Também: Morreu o advogado e historiador madeirense Rui Nepomuceno

Recomendados para si

;
Campo obrigatório