Meteorologia

  • 05 OUTUBRO 2022
Tempo
28º
MIN 17º MÁX 29º

Confirmados mais 43 óbitos e 15.214 casos de Covid-19 na última semana

Informação avançada no relatório semanal da Direção-Geral da Saúde.

Confirmados mais 43 óbitos e 15.214 casos de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde (DGS) contabilizou, na última semana, mais 15.214 casos de Covid-19 e 43 óbitos derivados da doença, de acordo com a informação avançada no Relatório de Situação divulgado esta sexta-feira.

Em comparação com a semana anterior, foram notificadas menos 4.382 infeções e menos 20 mortes associadas a este vírus entre 9 e 15 de agosto.

A evolução ao nível do número de internamentos hospitalares tem também sido positiva, tendo-se registado na segunda-feira menos nove internados (num total de 559) e menos quatro pessoas em unidades de cuidados intensivos (num total de 39), em comparação com o mesmo dia da semana anterior. Em causa estão dados que dizem apenas respeito a Portugal Continental.

O índice de transmissibilidade (Rt) em Portugal está agora nos 0,92 - um aumento face aos 0,89 da semana anterior, embora abaixo do limiar de 1 anteriormente definido pelo Governo para a monitorização da doença.

Já a incidência da doença em território nacional fixa-se agora nos 148 casos de Covid-19 por cada 100 mil habitantes, valor que representa uma redução de 22% face aos sete dias anteriores, mas que fica acima do limiar dos 120 casos por cada 100 mil habitantes tido inicialmente como referência.

A mortalidade associada ao novo coronavírus também desceu, na ordem dos 32%. Isto porque se registaram apenas quatro óbitos por cada milhão de habitantes nos sete dias considerados.

Olhando para as várias regiões do país, conclui-se que foi nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo (+5.244), Norte (+3.964) e Centro (+2.878) que se confirmaram mais novas infeções nos sete dias em análise. As mesmas lideram, também, a lista das regiões com mais internados na segunda-feira (210, 167 e 89, respetivamente).

Lisboa e Vale do Tejo apresenta-se, também, como a zona com maior número de óbitos registados (14), seguindo-se o Centro (13) e o Norte (9) do país.

Mortes essas que, durante a semana de 9 e 15 de agosto, se cingiram apenas às faixas etárias mais idosas: 27 em pessoas com 80 ou mais anos, 14 em indivíduos com idades entre os 70 e os 79, e duas em pessoas entre os 60 e os 69 anos.

Dos internamentos totais, 205 foram de idosos com mais de 80 anos, seguindo-se a faixa etária dos 70 aos 79 anos (131) e dos 60 aos 69 anos (62).

Estes dados surgem numa altura em que 93% da população portuguesa já completou o processo de vacinação primária contra a Covid-19, com as percentagens de inoculação a superarem os 97% em todas as faixas etárias, menos na que compreende as idades entre os 5 e os 11 anos (43%).

Quanto à dose de reforço contra o SARS-CoV-2, 97% dos idosos com mais de 80 anos já a recebeu, assim como 98% das pessoas entre os 65 e 79 anos, 88% entre os 50 e 64 anos, 67% entre os 25 e os 49 anos e 54% entre os 18 e 24 anos. Ou seja, 66% da população portuguesa está já 'reforçada' contra a doença.

Neste momento, 62% dos idosos com 80 ou mais anos já levaram, por sua vez, a segunda dose de reforço da vacina, acontecendo o mesmo a 1% das pessoas entre os 65 e os 79 anos. Contas feitas, 4% dos portugueses encontra-se nessa situação.

[Notícia atualizada às 19h18]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório