Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2022
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 27º

TAP: PR em voo para celebrar travessia de Gago Coutinho e Sacadura Cabral

O Presidente da República partiu hoje de Lisboa para o Rio de Janeiro num voo especial da TAP para celebrar a travessia aérea do Atlântico Sul feita há cem anos por Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

TAP: PR em voo para celebrar travessia de Gago Coutinho e Sacadura Cabral
Notícias ao Minuto

00:40 - 02/07/22 por Lusa

País TAP

O avião que leva o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, é um Airbus A330neo decorado com a cruz de Cristo e batizado de "Santa Cruz" -- o mesmo nome do hidroavião Fairey III com que em 1922 os dois oficiais da Marinha fizeram a última parte da viagem e chegaram ao Rio de Janeiro.

"Este voo da TAP celebra a coragem e a visão destes heróis portugueses e a união entre as duas nações", lê-se num comunicado da transportadora aérea nacional.

A TAP repete, cem anos depois, o "voo histórico" de Sacadura Cabral, piloto, e Gago Coutinho, navegador, que "abriu caminho às viagens aéreas com precisão científica graças a uma inovação de um simples sextante adaptado a um horizonte artificial".

"Marcou para sempre a aviação moderna, numa aventura de 4.527 milhas que ligou pela primeira vez, pelo ar, Lisboa e o Rio de Janeiro e, para sempre, Portugal e o Brasil", refere a companhia aérea.

Em 1922, Sacadura Cabral e Gago Coutinho fizeram "mais de 60 horas de voo e oito escalas", em três hidroaviões -- "Lusitânia", "Portugal" e "Santa Cruz" -- numa aventura iniciada em 30 de março e concluída em 17 de junho. Cem anos depois, a TAP realiza "a mesma viagem, mas sem escalas, em cerca de oito horas".

Neste voo comercial especial, uma parceria com a Comissão Aeronaval para a Comemoração do Centenário da Travessia Aérea, da Força Aérea e da Marinha, viajam também a presidente executiva da TAP, Christine Ourmières-Widener, e o presidente do conselho de administração da empresa, Manuel Beja.

Da parte do Governo, vão neste voo o ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, e o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Francisco André.

A TAP assinala que "a travessia aérea do Atlântico Sul foi sugerida por Sacadura Cabral em 1919 para comemorar o primeiro centenário [da independência] do Brasil e levou três anos a preparar".

Esta viagem acontece quando o Brasil está prestes a completar 200 anos de independência em relação a Portugal, em 07 de setembro. Marcelo Rebelo de Sousa já anunciou a intenção de estar presente nessas comemorações.

A partida do Aeroporto Humberto Delgado aconteceu pouco depois da meia noite e a chegada ao Rio de Janeiro está prevista para as 05:25 locais (09:25 em Lisboa) de sábado.

No sábado, no Rio de Janeiro, Marcelo Rebelo de Sousa vai intervir e descerrar uma placa numa sessão comemorativa dos cem anos da travessia aérea do Atlântico Sul, na zona portuária no centro da cidade.

O Presidente da República terá ainda uma receção à comunidade portuguesa, no consulado geral português, em Botafogo, antes de seguir para São Paulo, onde estará na abertura oficial da 26.ª Bienal Internacional do Livro, que nesta edição tem Portugal como país homenageado.

Leia Também: Marcelo promete apoio à TAP enquanto cumprir missões nacionais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório