Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2022
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Francisca Van Dunem exonera diretora financeira do SEF

Em causa estão alegadas despesas irregulares feitas por Cristina Landeiro.

Francisca Van Dunem exonera diretora financeira do SEF

A diretora de Gestão do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Cristina Landeiro, foi exonerada pela ministra da Justiça e da Administração Interna, Francisca Van Dunem, no âmbito da investigação de que está a ser alvo ligada ao alegado uso de dinheiro público, revela um despacho publicado esta quinta-feira em Diário da República.

Datado de 5 de janeiro, o documento indica que Van Dunem dá “por finda, a seu pedido, a comissão de serviço no cargo de diretora central de Gestão e Administração do SEF da licenciada Cristina Landeiro Rodrigues”, com efeito a partir de dia 8 do mesmo mês.

Segundo o Diário de Notícias (DN), Landeiro estaria a ser investigada pela Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI), de modo a "apurar eventuais irregularidades financeiras ocorridas na mesma instituição". Apesar do despacho, o caso ainda "se encontra a correr termos na IGAI".

Recorde-se que a TVI teve acesso a faturas de despesas tidas como irregulares, entre as quais “refeições e bebidas alcoólicas, como mojitos”, autorizadas pelo diretor nacional adjunto, José Barão.

Usou dinheiro do SEF, por exemplo, para pedir sushi através de uma plataforma de entregas ao domicílio, apresentando depois a despesa de 30 euros, que foi paga no próprio dia. Mais uma vez era uma "despesa urgente, imprevisível e inadiável". Dois dias depois, Cristina Landeiro terá voltado a almoçar fora e a pôr na conta do SEF. Desta vez, num restaurante em Queluz de Baixo, onde pagou 51 euros por cinco doses de lagartinhos e uma dose de pataniscas, avançou a TVI, na altura.

Por sua vez, o ex-ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, terá autorizado seis mil euros para o pagamento de uma pós-graduação em ‘Programa avançado de gestão e avaliação de projetos’, na Universidade Católica, desvendou a CNN Portugal.

Escolhida por Eduardo Cabrita, e por Botelho Miguel, diretor nacional do SEF, Cristina Landeiro entrou no organismo em regime de substituição, e, ainda que sem experiência na área das migrações e asilo, alcançou, em dois anos, o cargo de diretora.

Leia Também: PSD quer revogar extinção do SEF

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório