Meteorologia

  • 05 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 30º

Rui Pinto reage à detenção de Rendeiro e 'aponta' caminho a seguir

"Importa agora estabelecer a ligação entre os 12 cartões bancários na posse de João Rendeiro" e as contas, considerou o pirata informático, acrescentando que "assim se poderá indemnizar muitas das vitimas que burlou".

Rui Pinto reage à detenção de Rendeiro e 'aponta' caminho a seguir
Notícias ao Minuto

19:39 - 12/12/21 por Notícias ao Minuto

País Rui Pinto

Rui Pinto recorreu, este domingo, à rede social Twitter, para reagir à detenção do ex-banqueiro João Rendeiro, ocorrida este sábado na África do Sul. Para o pirata informático, "importa agora estabelecer a ligação entre os 12 cartões bancários" e as respetivas contas. 

Rui Pinto 'aponta', assim, o caminho a seguir para que se possa indemnizar as "vítimas" do ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). 
 
"Importa agora estabelecer a ligação entre os 12 cartões bancários na posse de João Rendeiro e as correspondentes contas bancárias, que se crê offshore, e encetar esforços para a apreensão de todo esse dinheiro. Assim se poderá indemnizar muitas das vitimas que burlou", foi a mensagem.

De recordar que, no sábado, em conferência de imprensa, o diretor nacional da PJ, Luís Neves, revelou que João Rendeiro foi detido às 07h00 locais (05h00 em Lisboa) na República da África do Sul, onde chegou no dia 18 de setembro, adiantando que o ex-banqueiro reagiu com surpresa à detenção "porque não estava à espera".

O objetivo agora é "decretar o cumprimento da prisão" do ex-banqueiro, disse então Luís Neves, adiantando que o ex-banqueiro seria presente a tribunal nas próximas 48 horas. Já questionado sobre quando deverá entrar em Portugal, o diretor nacional da PJ afirmou que "esse é um assunto que agora compete às autoridades judiciais da República da África do Sul".

João Rendeiro, que em 28 de setembro foi condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva, num processo por crimes de burla qualificada, estava no estrangeiro e em parte incerta, fugido à justiça.

Leia Também: Detenção de Rendeiro? "A Justiça portuguesa não desistiu"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório