Meteorologia

  • 29 JULHO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Até maio, houve menos acidentes com vítimas e menos mortes nas estradas

No balanço da sinistralidade dos primeiros cinco meses de 2021, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária destaca que houve menos acidentes com vítimas, menos mortes, mas por outro lado há registo de mais feridos graves nas estradas portuguesas.

Até maio, houve menos acidentes com vítimas e menos mortes nas estradas

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) divulgou, esta quinta-feira, o relatório de sinistralidade, fiscalização e contraordenações rodoviárias relativo aos primeiros cinco meses de 2021. Há 9.105 acidentes com vítimas no Continente a registar, dos quais resultaram 108 vítimas mortais, 633 feridos graves e 10.404 feridos leves.

Segundo a Autoridade, estes números, quando comparados com o período homólogo de 2020, denotam uma melhoria na maior parte dos principais indicadores de sinistralidade. Houve "menos 319 acidentes com vítimas (-3,4%), menos 23 vítimas mortais (-17,6%) e menos 568 feridos leves (-5,2%). [Já] os feridos graves aumentaram 1,3% (+8)", revela o relatório enviado às redações. 

Se compararmos esta média com a dos primeiros cinco meses dos anteriores cinco anos de 2016 a 2020, destaca-se uma melhoria "superior à verificada quando comparada com o ano anterior: menos 25,8% nos acidentes, menos 36,7% de vítimas mortais, menos 16,1% de feridos graves e menos 29,3% de feridos leves". 

A colisão foi o acidente mais frequente (52,5% dos acidentes) e foi responsável por 32,4% das vítimas mortais. Além disso, os despistes representaram 35,2% do total de acidentes e foram responsáveis por 51,9% das vítimas mortais e 43,1% dos feridos graves.

Leia Também: Grupo detido pela GNR por compra e venda de droga em Almeirim e Santarém

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório