Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

Açores investem 7,5 milhões em habitações, equipamentos e espaços verdes

O Governo dos Açores vai avançar com a construção de mais 67 habitações, equipamentos e espaços verdes de utilização coletiva, de cerca de 7,5 milhões de euros, na Praia da Vitória, ilha Terceira, anunciou hoje o vice-presidente.

Açores investem 7,5 milhões em habitações, equipamentos e espaços verdes
Notícias ao Minuto

17:30 - 21/06/21 por Lusa

País Açores

Artur Lima, que falava na Praia da Vitória, na entrega de 24 habitações do Bairro de Nossa Senhora de Fátima às respetivas famílias, considerou que o "acesso condigno à habitação é uma das formas mais eficazes de combater a pobreza e criar uma sociedade coesa".

Citado em nota do gabinete de imprensa do executivo açoriano, Artur Lima referiu que "garantir um lar digno a cada família" é uma "meta que deve mover todos".

O responsável ressalvou que "devido à precariedade associada à qualidade construtiva" do bairro em causa, se começou "a evidenciar a necessidade de uma profunda reconversão urbanística e habitacional".

Segundo Artur Lima, das empreitadas previstas "nesta fase, foram construídas, num primeiro momento, 39 habitações", enquanto na última empreitada, que terminou este mês, "resultou a construção de 24 habitações", que foram hoje entregues.

"Dessas 24 habitações, 12 são destinadas a inquilinos da Região Autónoma dos Açores, arrendatários no regime de renda apoiada, e 12 são destinadas a proprietários", frisou.

Artur Lima disse que esta operação urbanística "contará com uma terceira fase", que se "seguirá nos próximos meses", estando prevista a construção de mais 67 habitações, de vários equipamentos e espaços verdes de utilização coletiva, um orçamento de cerca de 7,5 milhões de euros.

Para o número dois do executivo açoriano, "viver num bairro social não pode ser um fator de exclusão social", mas "qualquer apoio público atribuído exige máxima responsabilidade por parte de quem o usufrui".

"Neste caso, urge que os inquilinos destas habitações estejam sensibilizados para os cuidados a ter na manutenção do seu novo lar. A cada direito correspondem deveres, que devem ser cumpridos. A responsabilização tem de ser a marca-de-água de um relacionamento entre o poder público e os cidadãos", afirmou o governante.

Leia Também: Açores com 27 novos casos de infeção, 26 dos quais em São Miguel

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório