Meteorologia

  • 23 JUNHO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Madeira alarga capacidade de testagem a turistas no setor privado

A Madeira alargou hoje a capacidade de testagem à covid-19 a turistas cujos países de origem exigem a apresentação de PCR negativo no regresso, através de uma parceira entre a Associação de Promoção do arquipélago e seis clínicas privadas.

Madeira alarga capacidade de testagem a turistas no setor privado
Notícias ao Minuto

16:26 - 12/05/21 por Lusa

País Covid-19

"O setor privado, em perfeita conjugação com o setor público, conseguiu marcar uma diferença muito grande em termos internacionais, que faz com que a Madeira hoje seja vista de uma forma diferente", afirmou o secretário regional do Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, vincando que o resultado tem sido "extraordinário".

O governante falava na cerimónia de assinatura de seis protocolos entre a mesa de serviços de saúde da Associação Comercial e Industrial do Funchal - Câmara de Comércio e Indústria da Madeira (ACIF-CCIM) e a Associação de Promoção da Madeira (APM), no Funchal.

Seis unidades de saúde privadas vão passar a realizar testes à covid-19 aos turistas interessados, a custos inferiores aos praticados no mercado, podendo, nalguns casos, realizá-los nos hotéis.

O projeto envolve o Centro Médico do Atlântico, a Clínica da Sé, a Mais Clinic, a Clínica de Santa Luzia, o Hospital da Luz Funchal e o Hospital Particular da Madeira.

"O protocolo visa garantir a prestação desse serviço, fazendo com que qualquer visitante que venha à Madeira tire proveito da oferta pública, mas que tenha também na sua rede uma oferta privada, que permita que o regresso a casa seja tão agradável como a vinda para a Madeira", sublinhou Eduardo Jesus, que é também presidente da APM.

O secretário regional disse que a região se destacou ao nível internacional pelas medidas de contenção da covid-19, nomeadamente no setor do turismo, com a definição do manual de boas práticas, a certificação do destino contra riscos biológicos, a operação de triagem nos portos e aeroportos do arquipélago e a vacinação dos profissionais afetos ao setor, que decorre esta semana.

De acordo com os dados mais recentes da Direção Regional da Saúde, o arquipélago da Madeira, com cerca de 260 mil habitantes, regista 227 casos ativos de infeção por SARS-CoV-2, num total de 9.134 confirmados desde o início da pandemia, e 71 óbitos associados à doença.

No contexto da operação de rastreio de viajantes nos portos e aeroportos do arquipélago, há a reportar um cumulativo de 197.184 colheitas para teste de PCR, sendo que no total da região foram já processadas 400.940 amostras, bem como realizados 52.640 testes rápidos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.319.512 mortos no mundo, resultantes de mais de 159,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.998 pessoas dos 840.493 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Sporting Campeão? "Comparado com Lisboa, aqui foi o paraíso"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório