Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

PSP lembra: "Boato não é informação". Eis como se proteger das Fake News

PSP lembra ainda a permanente colaboração com a comunicação social, amplificando estes alertas e contribuindo com informação oficial

PSP lembra: "Boato não é informação". Eis como se proteger das Fake News

A Polícia de Segurança Pública (PSP) está atenta à desinformação que prolifera numa altura em que o acesso à informação - apesar de facilitado - nem sempre é de confiança.

Num comunicado hoje revelado, esta força de segurança dá conta de que "tem recebido alertas de cidadãos sobre a circulação de informação falsa, tanto por 'ouvi-dizer', como por intermédio de mensagens ou publicações nas redes sociais (Instagram e Facebook)"

Dado que esta informação reporta, muitas vezes, coisas que não são verdade e geram "alarme social" e "sentimento de insegurança na população", a PSP diz-se atenta ao fenómeno e deixa um alerta.

"A PSP encontra-se permanentemente disponível para acolher as dúvidas e apelos de todos os cidadãos e incentiva a confirmação da informação (previamente à partilha ou reencaminho) e denúncia de todos os crimes - tentados ou concretizados – de que tenham conhecimento", refere.

Sob o lema, o "boato não é informativo", a PSP deixa ainda uma série de conselhos. Ora tome nota:

  • Considere a fonte - faça uma pesquisa sobre o emissor da informação, a sua missão e contacto. Caso o emissor inicial não seja identificável, suspeite da veracidade da informação;
  • Leia toda a história - títulos apelativos chamam a atenção mas podem induzir em erro sobre o conteúdo;
  • Verifique o autor – faça uma breve pesquisa sobre a existência do autor;
  • Fontes de apoio – verifique se fontes oficiais, como a PSP ou órgãos de comunicação social, divulgam idêntica informação;
  • Verifique a data – a republicação de notícias antigas não implica a manutenção da relevância;
  • É uma piada? – se a notícia/alerta lhe parecer estranho, pode tratar-se de uma sátira.

Leia Também: Burla de 348.000 euros com ações, patente e 'chip' falsos em julgamento

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório