Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 18º

Edição

Surto em lar nas Caldas da Rainha com um morto e 36 infetados

Um surto de covid-19 no lar Caldas Residence, nas Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, já provocou um morto e infetou 36 pessoas, das quais duas se encontram hospitalizadas, informou o delegado de saúde.

Surto em lar nas Caldas da Rainha com um morto e 36 infetados
Notícias ao Minuto

17:27 - 25/01/21 por Lusa

País Covid-19

O surto foi detetado na terça-feira e, após a testagem de todos os utentes e trabalhadores, "foram identificados 36 casos positivos", dos quais "19 são residentes e 17 são profissionais", disse à agência Lusa o delegado de saúde coordenador da região Oeste, Jorge Nunes.

Entre os utentes que tiveram resultados positivo "um morreu e dois estão hospitalizados", acrescentou Jorge Nunes.

Também na terça-feira foi detetado um outro surto, no Centro Social e Paroquial das Caldas da Rainha, com "dez utentes e oito funcionários infetados", informou o mesmo responsável.

Estão ainda a ser efetuados testes a 62 utentes e trabalhadores de um lar de idosos na Foz do Arelho, onde, até hoje já foram registados três casos de infeção.

O maior surto ativo no concelho das Caldas da Rainha, detetado há duas semanas, continua a ser o da Santa Casa da Misericórdia, com um total de 107 infetados pelo novo coronavírus, entre utentes e funcionários.

De acordo com o último boletim de situação epidemiológica publicado pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, o concelho das Caldas da Rainha registou desde o início da pandemia 1.846 casos de infeção pelo novo coronavíruros, dos quais 541 se mantém ativos, 1.245 pessoas recuperaram e 60 morreram.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.129.368 mortos resultantes de mais de 99,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 10.721 pessoas dos 643.113 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: AO MINUTO: É preciso reforçar medidas?; Vacina combate novas estirpes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório