Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2020
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 33º

Edição

Madeira com sete casos ativos sem necessidade de cuidados hospitalares

O Instituto de Administração da Saúde da Madeira - IASAÚDE revelou hoje que se mantêm os 90 casos de covid-19, 83 dos quais já recuperaram, sendo agora sete os casos ativos, mas sem necessidade de cuidados hospitalares.

Madeira com sete casos ativos sem necessidade de cuidados hospitalares
Notícias ao Minuto

19:47 - 05/06/20 por Lusa

País Covid-19

"Até ao dia 05 de junho, foram notificados 1.543 casos suspeitos de covid-19, dos quais, 1.453 não se confirmaram. Mantêm-se os 90 casos confirmados contabilizados na Região Autónoma da Madeira, 83 dos quais são casos recuperados (mais dois novos recuperados desde quarta-feira) e sete casos ativos, que permanecem sem necessidade de cuidados hospitalares", refere o boletim epidemiológico do IASAÚDE.

A autoridade de saúde regional adianta que são "634 as pessoas acompanhadas pelas autoridades de saúde nos vários concelhos da região, 415 pessoas em vigilância ativa e 219 em autovigilância".

"No que respeita ao caso positivo identificado, no dia 01 de junho, no aeroporto da Madeira, contabilizado na região Centro, salienta-se que o doente permanece na região, estando em isolamento em unidade hoteleira dedicada a confinamento", indicou o IASAÚDE.

A investigação epidemiológica "está a cargo das autoridades de saúde da região Centro" em articulação com as autoridades de saúde da Madeira.

O total de amostras processadas no Laboratório de Patologia Clínica do Serviço Regional de Saúde - SESARAM é, até à data, 16.377, sendo o número de utentes alvo de teste à covid-19 no arquipélago de 14.893.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou perto de 391 mil mortos e infetou mais de 6,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,8 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.465 pessoas das 33.969 confirmadas como infetadas, e há 20.526 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório