Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Santa Maria entregou 1.330 medicamentos em casa dos doentes desde abril

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) realizou, desde abril, 1.330 entregas de medicamentos de dispensa hospitalar na casa de doentes ou nas farmácias de proximidade em todo o país, foi hoje anunciado.

Santa Maria entregou 1.330 medicamentos em casa dos doentes desde abril
Notícias ao Minuto

09:35 - 15/05/20 por Lusa

País Covid-19

Em média, o Serviço de Gestão Técnico-Farmacêutica do centro hospitalar faz chegar diariamente medicamentos a 50 doentes de todo o país, garantindo o acesso aos tratamentos e a segurança dos utentes no âmbito do plano de contingência contra a pandemia da Covid-19, adianta o CHULN em comunicado.

"Desde o início da pandemia, entre atendimentos presenciais e envio de medicação, foi fornecida terapêutica para cerca de 9.200 doentes" do centro hospitalar, que integra o Hospital Santa Maria e o Hospital Pulido Valente.

Segundo o centro hospitalar, "todas as alterações introduzidas na Farmácia de Ambulatório do Hospital de Santa Maria permitiram o cumprimento das regras de higienização e de distanciamento, assim como a redução do tempo de espera em cerca de 50%".

"O Programa de Acesso ao Medicamento Hospitalar (PAM-H) tornou mais fácil e seguro o levantamento de medicação, que passou a ser enviada para uma farmácia de proximidade ou domicílio do doente. Um serviço que abrange utentes do Minho ao Algarve, incluindo as ilhas", refere o comunicado.

Este programa abrange doentes crónicos imunodeprimidos, destacando-se os transplantados renais, os doentes sob terapêutica com medicamentos biológicos, os oncológicos, e os doentes com esclerose múltipla e esclerose lateral amiotrófica.

Para aceder ao programa o doente ou representante legal apenas necessita de enviar os dados para os contactos de apoio farmacêutico, disponíveis no 'site' do Centro Hospitalar.

Adicionalmente, a Consulta de Apoio Farmacêutico, que pode ser realizada nas instalações do hospital ou através de teleconsulta, permite assegurar a comunicação e os cuidados farmacêuticos prestados ao doente.

Portugal contabiliza 1.184 mortos associados à covid-19 em 28.319 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Das pessoas infetadas, 680 estão hospitalizadas, das quais 108 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados é de 3.198.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório