Meteorologia

  • 17 ABRIL 2021
Tempo
24º
MIN 12º MÁX 24º

Edição

Preço do barril de Brent sobe 4% devido à crise entre EUA e Irão

O preço do barril de Brent subiu hoje de manhã 4% no mercado de Londres devido à tensão entre Estados Unidos e Irão após o ataque norte-americano que provocou a morte de um general iraniano em Bagdad.

Preço do barril de Brent sobe 4% devido à crise entre EUA e Irão
Notícias ao Minuto

14:07 - 03/01/20 por Lusa

Economia Petróleo

O barril de petróleo Brent para entrega em março subiu para 69,50 dólares, o nível mais alto desde que alcançou os 69 dólares no passado dia 17 de setembro.

Ao início do dia, o Brent, de referência na Europa, negociava a 68,17 dólares, 2,90% acima do preço de encerramento no dia anterior, devido ao receio de uma escalada da tensão.

O analista Christopher Haines, da empresa Energy Aspects, disse à agência EFE que a subida do preço responde sobretudo ao "risco geopolítico" que o ataque representa devido "à incerteza sobre uma possível resposta por parte do Irão".

"Os preços do petróleo devem acalmar nos próximos dias, mas devido à incerteza sobre onde e quando o Irão pode contra-atacar, mantém-se o risco".

A Guarda Revolucionária iraniana confirmou a morte do general Qassem Soleimani, na sequência de um ataque aéreo, hoje de manhã, ao aeroporto de Bagdad, 'raid' que também vitimou o 'número dois' da coligação de grupos paramilitares pró-iranianos no Iraque, Abu Mehdi al-Muhandis.

"Não há dúvida de que a grande nação do Irão e as outras nações livres da região exercerão a sua vingança sobre os criminosos Estados Unidos", prometeu o presidente iraniano, Hassan Rohani.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório