Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Ordem dos Enfermeiros paga 36 mil euros para ter personagem em novela

Bastonária explica que patrocínio insere-se na estratégia de valorização da profissão.

Ordem dos Enfermeiros paga 36 mil euros para ter personagem em novela

A Ordem dos Enfermeiros patrocinou uma personagem na nova novela da SIC, ‘Nazaré’. Ana Rita Cavaco desvaloriza a polémica e explica que este patrocínio se insere na estratégia de valorização da profissão.

Contactada pelo Notícias ao Minuto, Ana Rita Cavaco frisa que esta é mais uma iniciativa que visa “dar visibilidade” e “valorizar” a profissão aos olhos da sociedade, contribuindo assim para que a sociedade civil “pressione e exija melhores condições” para os enfermeiros.

“Não podemos deixar de tentar dar mais visibilidade à profissão, do ponto de vista da valorização e da dignidade da profissão”, sublinha. 

Além da personagem em causa, uma enfermeira do setor social, a Ordem prestou apoio técnico “porque às vezes as profissões são retratadas de forma errada”. “O setor social é um setor que infelizmente está muito desvalorizado e que é muito importante por causa do envelhecimento da população”, acrescenta Ana Rita Cavaco. 

A bastonária diz que, além do apoio técnico prestado nesta novela, a Ordem está também a prestar o mesmo apoio, mas sem patrocínio da personagem, numa outra novela, ‘Terra Brava’, depois de ter sido contactada diretamente pela produtora. Neste caso, a personagem é uma especialista em enfermagem de reabilitação. “Até há bem pouco tempo, a sociedade portuguesa nem sabia que os enfermeiros eram especialistas”. “É mesmo uma questão de visibilidade profissional e de valorização profissional que entendemos que se impõe”, reforça.

Além disso, argumenta Ana Rita Cavaco, “não é uma coisa nova, há vários setores que fazem estes patrocínios de personagens”, sendo disso exemplo uma personagem patrocinada pela EMEL.

Eleições na Ordem a 6 de novembro

Além do patrocínio na novela, foram também divulgados dois contratos que somam 70 mil euros relacionados com pareceres jurídicos sobre a sindicância à Ordem dos Enfermeiros. 

“Penso que toda a gente imagina que não íamos ficar a ver a senhora ministra e o Governo a fazer um ataque e uma perseguição à Ordem dos Enfermeiros sem nos defendermos. As pessoas que nos defendem e que fazem os pareceres jurídicos fazem o seu preço. Não é a Ordem que estipula quanto é que custa o serviço das pessoas”, defende-se Ana Rita Cavaco, que coloca a polémica num outro patamar.

“Estamos a falar destas questões porque temos eleições para a Ordem dos Enfermeiros a 6 de novembro, já foram publicadas as convocatórias. E as pessoas que levantaram essa questão são pessoas que pertenceram ao mandato anterior e que vão concorrer numa candidatura e que não concordam com a estratégia deste mandato”, acrescenta, comentando ser “curioso” que a publicação que circula com os dados da Ordem “seja de um militante socialista”.

“Bate tudo certo com o que temos vindo a dizer. É o tipo de campanha que as pessoas gostam de fazer, não é nosso estilo”, remata. 

O patrocínio da Ordem na novela ‘Nazaré’, assim como os contratos sobre os pareceres jurídicos podem ser consultados no portal BASE. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório