Meteorologia

  • 25 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Alegado homicida de Vieira do Minho comentou no Facebook após crime

O alegado homicida, António Fidalgo, mantinha conta partilhada na rede social com a companheira.

Alegado homicida de Vieira do Minho comentou no Facebook após crime
Notícias ao Minuto

12:38 - 07/03/19 por Notícias Ao Minuto 

País O Minho

Uma mulher foi morta pelo marido na noite de quarta-feira em Vieira do Minho, no distrito de Braga. O suspeito, um homem de 40 anos, entregou-se às autoridades.

O alegado homicida será António Fidalgo e, já após o homicídio, deixou um comentário ainda visível, na página de Facebook O Minho, a comentar a notícia do homicídio de que é suspeito.

O comentário em causa terá sido feito após o homicídio, já de madrugada, tendo o suspeito acabado por se entregar posteriormente à GNR.

O comentário feito na página nas redes sociais daquele meio regional foi escrito a partir da conta 'Ana Paula António Fidalgo', uma conta que seria partilhada com a vítima. "Um casamento a três não funciona foi feito um pedido para além [alguém] se afastar não o fez dei [deu] nisto”", pode ler-se.

Segundo revelava ontem a Lusa, citando fonte da GNR, esta autoridade militar não tinha nos seus registos qualquer histórico em relação ao casal em causa.

Este homicídio em Vieira do Minho elevou para 12 o número de vítimas mortais de violência doméstica em Portugal, desde o início de 2019.

O apresentador Jorge Gabriel revelou nas redes sociais que entrevistou o casal, que era proprietário de um restaurante, em 2017, relembrando o flagelo da violência doméstica em Portugal.

Esta quinta-feira assinala-se um dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica, com várias iniciativas planeadas.

[Notícia atualizada às 12h50]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório