Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

Conan Osíris está no 'Top 10' dos favoritos para vencer a Eurovisão

O representante português na Eurovisão deste ano tem mobilizado paixões. E, pelos vistos, o fenómeno Conan Osíris está já a chegar além-fronteiras.

Conan Osíris está no 'Top 10' dos favoritos para vencer a Eurovisão

O tema e o estilo não geram consenso entre os portugueses, mas uma coisa é certa: ninguém fica indiferente a Conan Osíris.

O irreverente artista de 30 anos foi o vencedor do Festival da Canção, no passado sábado, e irá representar Portugal na Eurovisão. Ora, segundo previsões no próprio site oficial do certame, o português está bem encaminhado para fazer boa figura em Telavive.

'Quem irá vencer a Eurovisão 2019?' é a questão lançada pelo site e onde o nome de Conan Osíris surge em 8.º lugar.

O português está assim no Top 10 dos artistas favoritos, uma lista que é encabeçada pela Rússia com Sergey Lazarev. 

Notícias ao MinutoO português surge no 8.º lugar da tabela© Eurovision World

Recorde-se que Tiago Miranda - verdadeiro nome de Conan Osíris - conquistou a preferência tanto do voto do júri como do público, somando um total de 24 pontos na final do Festival da Canção.

"Ainda estou 'bué' à toa e dói-me 'bué' o pé, porque torci o pé na segunda-feira", foram as primeiras palavras do cantor, na conferência de imprensa que deu após o espetáculo. Perante a insistência dos jornalistas, a quererem saber se já lhe tinha "caído a ficha", Conan Osíris afirmou que "nunca vai cair" e mostrou-se igualmente surpreendido por ter sido um dos vencedores com mais pontuação de sempre num Festival da Canção.

Entretanto, no domingo de manhã, o Comité de Solidariedade com a Palestina, o SOS Racismo e as Panteras Rosa apelaram a Conan Osíris para não ir a Telavive representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção em solidariedade para com artistas palestinianos.

Numa carta enviada ao vencedor da última edição do Festival da Canção, aquelas organizações referem que "a escassos minutos de onde terá lugar o Festival, Israel mantém um cerco ilegal a 1,8 milhões de palestinianos em Gaza, negando-lhes os direitos mais básicos."

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório