Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2019
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 12º

Edição

Proteção Civil tranquiliza portugueses. "Sistema continua a funcionar"

A Autoridade Nacional da Proteção Civil fez, ao início da noite deste domingo, um ponto de situação referente ao bloqueio de informação que os bombeiros voluntários anunciaram no sábado à noite.

Proteção Civil tranquiliza portugueses. "Sistema continua a funcionar"
Notícias ao Minuto

20:13 - 09/12/18 por Patrícia Martins Carvalho 

País Proteção Civil

O comandante Pedro Nunes, da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), garantiu, este domingo, que não está em causa a resposta dos meios de socorro às ocorrências que têm lugar em Portugal, descansando, assim, todos os cidadãos na sequência do protesto anunciado ontem por Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses.

A partir da sede da ANPC em Carnaxide, no concelho de Oeiras, o responsável sublinhou que tem sido “reforçada toda a coordenação institucional com os demais agentes” envolvidos na prestação de socorro, deixando, por isso, uma “palavra de tranquilidade a todos os portugueses”.

“A situação ao nível da prestação de socorro está perfeitamente estabilizada. O sistema funciona e continua a funcionar como funcionou até à data de hoje e continua a contar com o empenho de todos os agentes de proteção civil onde incluímos os bombeiros que são um pilar fundamental”, afirmou Pedro Nunes.

Nesta senda, o comandante admitiu que, desde a meia-noite, foi registado um decréscimo de 23% de ocorrências em relação ao dia de ontem, mas sublinhou que não é possível apurar a razão, pois tanto pode ser por causa do bloqueio anunciado pelos bombeiros, como pode ser pelo facto de hoje ser um dia mais tranquilo, uma vez que é domingo,

“De qualquer forma gostaria de salientar que este decréscimo não coloca em causa a segurança do cidadão, nem a resposta do sistema de Proteção Civil”, garantiu.

Recorde-se que, no sábado à noite, o Conselho Nacional da Liga dos Bombeiros Portugueses aprovou "por unanimidade e aclamação de pé" suspender toda a informação operacional aos Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) a partir das 24:00, apelando às associações e corporações de bombeiros voluntários que cumprissem "a decisão tomada legitimamente".

Já no decorrer do dia de hoje, o ministro da Administração Interna reagiu ao protesto dos soldados da paz, descrevendo-o como sendo "totalmente destituído de fundamento" e "absolutamente irresponsável e que "põe em causa a segurança dos portugueses".

Também o Presidente da República já veio a público falar sobre o assunto, apelando a "todos os intervenientes no sentido de evitarem afirmações públicas que tornem depois mais difícil o diálogo e o entendimento num domínio muito sensível para os portugueses como é o da Proteção Civil e, mais em geral, o da sua segurança". 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório