Meteorologia

  • 19 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 10º

Edição

Cidadã brasileira relata ter sido agredida em Lisboa. "Impunidade"

Cidadã brasileira a estudar em Portugal terá sido alvo de episódio de violência no Bairro Alto.

Cidadã brasileira relata ter sido agredida em Lisboa. "Impunidade"
Notícias ao Minuto

22:36 - 07/12/18 por Notícias Ao Minuto 

País Violência

Uma cidadã brasileira de 26 anos, a estudar em Portugal, relatou ter sido alvo de um episódio de violência em Lisboa. Tudo terá acontecido após ter ouvido um grupo num bar a insultar os cidadãos brasileiros.

Ao sair do bar, e já após ter interrompido o grupo que insultava brasileiros para dar conta que também ela é brasileira, a jovem terá sido agredida.

O episódio foi contado pela própria nas redes sociais e está em destaque no site de notícias da Globo.

O episódio terá ocorrido de noite, no Bairro Alto, no passado dia 28 de novembro. A jovem critica o que diz ser um episódio de violência que dá a sensação de "impunidade total" e que só uma semana após o ocorrido se sentiu capaz de relatar em público o sucedido.

A vítima, Sophia Velho, especifica que uma mulher insultava os brasileiros enquanto o grupo de amigos se ria. Foi então que interveio. "'Como é que é? Eu sou brasileira!'. Ela disse que não imaginou que eu fosse brasileira, pensou que fosse inglesa. Continuou rindo e falando mal dos brasileiros, fazendo piadas sobre como as brasileiras querem roubar os homens das portuguesas, coisas horríveis. Eu levantei e fui até aos funcionários avisar que ela me 'xingou', mas nada aconteceu. Peguei meu casaco e saí com minha amiga", relatou. 

De seguida, segundo Sophia Velho, a mulher dos insultos saiu do bar e agrediu-a com um soco na rua que a fez cair ao chão. De seguida terão surgido "três ou quatro" homens, amigos da agressora, que a terão agarrado e agredido. "Depois vi que estavam levando minha amiga de volta para o bar. Entrei de novo no bar, mas um 'garçon' me jogou para fora, bati com o rosto numa pedra de paralelepípedo e ficou roxo", relata. 

Escreve o Globo que uma funcionária da administração do bar Loucos e Sonhadores, na Rua da Rosa, no Bairro Alto, onde o episódio terá ocorrido, adiantou ao órgão de comunicação social brasileiro que as agressões ocorreram do lado de fora do estabelecimento e que ela não teria muitas informações a prestar dado que não testemunhou a cena. 

A mesma funcionária justificou a decisão de convidar as duas clientes a retirarem-se do local "para evitar que acontecesse o pior". De seguida, acrescentou, e perante a discussão que se verificava na rua, terão chamado a polícia. 

A jovem acrescentou que levou dois pontos no rosto feitos por uma amiga médica e diz que os agentes que responderam a ocorrência não a chegaram a ouvir. Segundo o mesmo jornal, o núcleo de imprensa e relações públicas do Comando Metropolitano de Lisboa, da Polícia de Segurança Pública, ainda não se manifestou a respeito deste caso. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório