Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 15º

Edição

"Bruno, não és homem de mandar fazer. Tens coração puro, mas impulsivo"

Elsa Judas escreveu uma carta aberta a Bruno de Carvalho no dia em que o ex-presidente do Sporting Clube de Portugal saiu em liberdade do Tribunal do Barreiro onde esteve a ser interrogado no âmbito do inquérito que decorre aos factos que tiveram lugar na Academia, em Alcochete.

"Bruno, não és homem de mandar fazer. Tens coração puro, mas impulsivo"
Notícias ao Minuto

10:54 - 16/11/18 por Patrícia Martins Carvalho 

País Elsa Judas

Elsa Judas já foi a ‘melhor amiga’ de Bruno de Carvalho quando pertencia à Comissão Transitória da Mesa da Assembleia-Geral do Sporting. Depois um conjunto de situações e uma troca pública de acusações fizeram com que Bruno e Elsa ficassem de costas voltadas.

Porém, no dia em que o ex-presidente do clube foi libertado pelo juiz de instrução criminal do Tribunal do Barreiro, Elsa Judas mostrou estar do lado do agora arguido.

“Bruno, fico muito feliz por ter sido feita, parcialmente, justiça, totalmente só quando este terrível processo for arquivado, em sede de instrução”, começou por escrever a advogada na carta que partilhou nas redes sociais.

Mais adiante, Elsa Judas referiu que não aceita que Bruno vá a julgamento e a justificação é simples: “Não és homem de mandar fazer”.

Tens uma alma e um coração puros, mas também impulsivos, que por vezes te cegam, mas quando erras não tens qualquer problema em reconhece-lo. Não és homem de planear ataques, és sim homem de olhos nos olhos enfrentar as pessoas e as situações

E a missiva continua com a causídica a admitir as “divergências” que a afastaram do então presidente do Sporting, mas “a seu tempo”, porque tanto ela como Bruno de Carvalho são “pessoas leais e bem formadas, tudo foi ultrapassado” pois a “bondade da vida está em se saber ultrapassar as coisas menos boas”.

Em jeito de conclusão, Elsa Judas congratula-se com a decisão do juiz de instrução, mas avisa que a “guerra” ainda está longe de ser ganha. “Não nos iludamos, hoje foi ganha uma batalha, uma grande batalha, mas não a guerra”.

E termina, dizendo que é "nos momentos difíceis que os amigos dão a cara, independentemente das consequências"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório