Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Já foram apreendidos 600 mil euros e detidos 31 suspeitos de jogo ilegal

A GNR apresenta novo balanço relativo à operação Shadow Game.

Já foram apreendidos 600 mil euros e detidos 31 suspeitos de jogo ilegal
Notícias ao Minuto

08:49 - 09/11/18 por Filipa Matias Pereira 

País Shadow Game

Os números relativos à operação contra o jogo ilícito e apostas ilegais, Shadow Game, não param de aumentar. De acordo com o último balanço da GNR enviado em comunicado às redações, há já 30 detenções em território nacional, das quais sete em flagrante delito, e uma detenção em território do Luxemburgo, por via do cumprimento de Mandado de Detenção Europeu.

As estes dados são aditados outros factos relevantes, nomeadamente a constituição de 14 sociedades comerciais e 93 pessoas singulares de nacionalidades portuguesa, brasileira, luxemburguesa e suíça enquanto arguidos; a apreensão de 600 mil euros em numerário e de cerca de 3 mil dispositivos informáticos utilizados para a exploração do jogo, apostas e lotarias ilícitas, entre os quais computadores pessoais, tablets, telemóveis, servidores, impressoras, entre outros.

Esta mega operação da Guarda Nacional Republicana empenhou até ao momento um total aproximado de 1000 militares, que operaram 267 buscas domiciliárias e não domiciliárias, bem como buscas a 156 veículos, todas em território nacional.

Foram ainda efetuadas cinco buscas não domiciliárias e três domiciliárias no Luxemburgo, desencadeadas pela Polícia Judiciária luxemburguesa e que visaram suspeitos portugueses fixados naquele país, no seguimento de um pedido de cooperação judiciária internacional, emitido pelas autoridades judiciárias portuguesas. 

Saliente-se que a investigação sobre esta atividade criminosa estava a ser desenvolvida há cerca de um ano e meio e “permitiu identificar uma rede com dimensão transnacional, que operava simultaneamente em Portugal, Bélgica, Brasil, França, Luxemburgo, Moçambique e Suíça”, reforça a força de segurança.

A ação dos envolvidos visava, recorde-se, explorar de forma ilícita domínios sediados em servidores identificados e software para o desenvolvimento de jogos de fortuna e azar, lotarias e apostas desportivas, com base na disponibilização de hardware a uma extensa teia de operadores locais e exploradores de estabelecimentos de restauração e bebidas. Este esquema, acreditam as autoridades, terá gerado uma receita estimada na ordem dos 80 milhões de euros.

Os detidos começaram já a ser presentes no Tribunal Judicial da Comarca de Setúbal, para primeiro interrogatório judicial, estando indiciados pela prática dos ilícitos criminais de exploração ilícita de jogo de fortuna ou azar, exploração ilícita de jogos e apostas online, apostas desportivas à cota de base territorial, associação criminosa, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório