Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Já há novo Chefe do Estado-Maior do Exército. Tomada de posse é hoje

O anúncio foi feito, esta sexta-feira, pelo primeiro-ministro que se encontra em Bruxelas.

Já há novo Chefe do Estado-Maior do Exército. Tomada de posse é hoje

O Governo já escolheu o nome daquele que será o próximo Chefe do Estado-Maior do Exército e o Presidente da República já aceitou.

Trata-se do general José Nunes da Fonseca que chega ao cargo de Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME) oriundo da Guarda Nacional Republicana (GNR).

De acordo com uma nota publicada no site da Presidência da República, a tomada de posse do general Nunes da Fonseca irá decorrer esta sexta-feira, pelas 19h00, no Palácio de Belém.

"O primeiro-ministro informou o Presidente da República da proposta de nomeação do Senhor General José Nunes da Fonseca como Chefe do Estado-Maior do Exército, a qual aceitou", lê-se na nota publicada ao início da tarde no site da Presidência da República.

A informação foi avançada pelo primeiro-ministro, António Costa, que se encontra em Bruxelas e que disse aos jornalistas que o nome do general, proposto pelo Governo, havia recebido "parecer favorável por unanimidade do Conselho Superior do Exército".

O general Nunes da Fonseca chega assim ao cargo de CEME após o pedido de demissão de Rovisco Duarte. Recorde-se que o setor do Exército tem vivido momentos difíceis no último ano. Tudo começou com o roubo de armas de guerra do paiól de Tancos que, meses depois, foram recuperadas. Porém, a investigação da Polícia Judiciária apurou que a devolução havia sido uma encenação e que o diretor e o porta-voz da Polícia Judiciária Militar (PJM) estavam a par.

A situação complicou-se quando o major Vasco Brazão (ex-porta-voz da PJM) disse em tribunal que havia informado o chefe de gabinete do à data ministro da Defesa, Azeredo Lopes, de tudo o que se passava e que este havia telefonado ao ministro a dar conta do sucedido.

Quem é o novo chefe do Exército?

Nascido em 1961, em Mafra, Nunes da Fonseca desempenhou até agora o cargo de 2.º Comandante-Geral da Guarda Nacional Republicana.

Esteve colocado na força especial da NATO para o Kosovo, como general-comandante da força logística, em 2011, e na força de estabilização da Aliança Atlântica para a Bósnia-Herzegovina, como oficial de operações, em 1998-1999, tendo ainda integrado o comando da Eurofor em Itália, como adjunto de operações de logística e chefe de secção de procedimentos operacionais.

Foi o primeiro do seu curso de Ciências Militares de Engenharia e é um 'Espada de Toledo', a mais alta graduação da Academia Militar.

O general Nunes da Fonseca foi condecorado duas vezes: em 2002, pelo Presidente Jorge Sampaio, como oficial e, em 2014, pelo Presidente Cavaco Silva, como Grande Oficial. Tem ainda 23 louvores nacionais e três estrangeiros e cinco medalhas por serviços distintos no grau prata.

[Nota: O Notícias ao Minuto publicou inicialmente esta informação com uma fotografia que não correspondia ao novo Chefe do Estado-Maior do Exército, o general José Nunes da Fonseca. Por esse motivo pedimos desculpa aos nossos leitores]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório