Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Solicitador cobrou 12 mil euros e gastou-os “como quis”. Vai ser julgado

A acusação contra o arguido foi deduzida pelo Ministério Público no Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto.

Solicitador cobrou 12 mil euros e gastou-os “como quis”. Vai ser julgado
Notícias ao Minuto

14:26 - 03/10/18 por Patrícia Martins Carvalho 

País Ministério Público

Um homem, solicitador de execução de profissão, está acusado de ter cometido oito crimes de peculato.

O Ministério Público do Porto faz saber que os crimes foram levados a cabo em “diversos processos” que correram em vários tribunais, como o de Paços de Ferreira, Portimão, Ovar, Valongo, Famalicão, Maia, Porto e Penafiel.

O solicitador está então acusado de ter cobrado e recebido diversos montantes num total de 12,3 mil euros por quantias em execução. Porém, ao invés de entregar o dinheiro aos credores nos respetivos processos, o suspeito “guardou, fez seu e usou como quis” o montante recolhido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório