Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Fila de quase duas horas marca arranque de conferência com Obama

A conferência Climate Change Leadership Porto Summit 2018, que se realiza hoje no Coliseu do Porto e na qual participa o antigo presidente dos EUA, Barack Obama, gerou hoje uma fila de quase duas horas para entrada dos convidados.

Fila de quase duas horas marca arranque de conferência com Obama
Notícias ao Minuto

12:12 - 06/07/18 por Lusa

País Ambiente

Na Rua Passos Manuel está montado, desde madrugada, um forte dispositivo de segurança e corte de trânsito, o que obrigou os convidados para a conferência sobre alterações climáticas a fazerem fila, ao longo da manhã, para recolher o convite e entrar no Coliseu onde se realiza o evento.

Cerca de 2.000 pessoas foram passando, entre as 09:30 e as 11:15 horas, pelas baias de segurança colocadas em frente ao equipamento cultural que acolhe a Climate Change Leadership Porto Summit 2018, sendo depois submetidas a um controlo de segurança semelhante ao utilizado nos aeroportos.

No evento participa o ex-presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, cuja chegada está prevista para as 13:00 horas, mas a entrada deverá realizar-se pela garagem do Coliseu, não estando previsto que o antigo governante americano seja visto no exterior.

A organização estima que Barack Obama, que vai falar sobre o impacto das alterações climáticas, esteja em Portugal cerca de duas horas.

Também está prevista a presença do premiado com o Nobel da Paz Mohan Munasinghe, bem como a ex-diretora geral da UNESCO Irina Bokova e o conselheiro económico político Juan Verde.

Ao longo da manhã foram entrando no Coliseu do Porto vários autarcas, empresários e responsáveis por organizações ambientalistas.

Numa breve declaração aos jornalistas, Francisco Ferreira da Associação Zero valorizou a presença de Obama nesta conferência e disse desejar que deste evento "saiam conclusões importantes para o futuro".

Também Paulo de Azevedo, responsável máximo da Sonae, mostrou expectativa quanto aos trabalhos desta conferência e lembrou que o pai, Belmiro de Azevedo, foi "pioneiro" em Portugal na preocupação com as alterações climáticas.

Esta conferência serve também para o lançamento do Protocolo do Porto, que pede aos seus subscritores que "façam mais do que estão a fazer para ajudar a mitigar e solucionar as alterações climáticas - um problema de toda a humanidade, mas com um impacto direto no setor agrícola", lê-se num documento ao qual a Lusa teve acesso.

O evento visa ainda a criação de uma base de dados com casos de estudo do que pode ser feito e quem pode ajudar, assumindo que as empresas signatárias poderão partilhar as suas histórias de sucesso para que outros possam ter fácil acesso a tais dados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório