Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2018
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 21º

Edição

Merkel reúne-se sexta-feira com Macron na primeira viagem do novo mandato

A chanceler alemã, Angela Merkel, reúne-se na próxima sexta-feira, em Paris, com o Presidente francês, Emmanuel Macron, na primeira viagem ao estrangeiro do seu quarto mandato.

Merkel reúne-se sexta-feira com Macron na primeira viagem do novo mandato
Notícias ao Minuto

17:53 - 14/03/18 por Lusa

Mundo Diplomacia

Num comunicado emitido pouco depois de Merkel ter hoje tomado posse, no Bundestag, como chefe do novo Governo da Alemanha, o porta-voz do executivo, Steffen Seibert, confirmou que o seu primeiro destino seria França, cumprindo a tradição dos chanceleres alemães após serem investidos.

No encontro, que decorrerá na sexta-feira à tarde, serão debatidas tanto as relações bilaterais como a agenda europeia e temas internacionais, acrescentou o porta-voz.

No mesmo dia, a chanceler receberá em Berlim, para um almoço, o primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven.

Merkel já tinha anunciado na segunda-feira, quando assinou o acordo de Governo com os social-democratas, a sua intenção de se deslocar a Paris depois de entrar em funções, algo que o novo ministro das Finanças, Olaf Scholz, também fará.

O objetivo, explicou, será avançar nas propostas conjuntas para a eurozona e a política migratória e de Defesa da União Europeia antes da próxima cimeira de chefes de Estado e de Governo da UE, a 22 e 23 de março.

A visita de Merkel será precedida da viagem a Paris do novo titular dos Negócios Estrangeiros alemão, Heiko Maas, que hoje anunciou, na passagem de pasta, que tenciona reunir-se ainda esta tarde com o seu homólogo francês, Jean-Yves Le Drian.

Na cerimónia de posse, Maas sublinhou que nos últimos meses foram dados "passos importantes" tanto na formulação de uma política externa comum na UE, como na articulação de uma Defesa e Segurança conjuntas, e que, no futuro, se continuará a avançar neste sentido.

Após salientar que a sua "bússola" é a Constituição alemã e a legislação internacional, Maas sustentou que a Alemanha deve reagir quando a ordem liberal for atacada e que o ataque com um gás neurotóxico de fabrico russo em Salisbury (Reino Unido) não deve ficar "sem consequências".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório