Meteorologia

  • 25 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Presidente de Timor pede paz e estabilidade na mensagem de Ano Novo

O Presidente da República de Timor-Leste, Francisco Guterres Lú Olo, apelou hoje "às forças vivas" do país para que reflitam sobre a situação política atual e contribuam para a paz e estabilidade, "condições essenciais para o desenvolvimento".

Presidente de Timor pede paz e estabilidade na mensagem de Ano Novo
Notícias ao Minuto

14:53 - 31/12/17 por Lusa

Mundo Discurso

"O Presidente da República aproveita esta ocasião para apelar às forças vivas da nação para refletirem melhor sobre a situação política atual e para contribuírem para a paz e estabilidade, condições essenciais para o desenvolvimento do país, servindo assim os interesses sagrados do nosso povo", refere Francisco Guterres Lú Olo, na sua mensagem de Ano Novo.

O Presidente da República de Timor-Leste adianta que a história do país tem revelado que são capazes de "encontrar soluções em todas as adversidades", estando, por isso, convencido do empenho de todos para "servir o povo"

Na mensagem de Ano Novo, o Presidente de Timor-Leste destaca as eleições realizadas em 2017 no país, considerando tratar-se do "maior acontecimento".

"Nas últimas eleições o povo revelou uma vez mais a sua vontade, e está a exigir de cada um de nós capacidade de ouvir o outro e dialogar para encontrar soluções que alarguem o caminho para o desenvolvimento e a paz. A nossa independência e a nossa soberania não têm sentido se o povo não dispuser de melhores condições de vida e de dignidade. E é isto que o Povo exige de nós, que estejamos à altura deste desafio", destacou.

Francisco Guterres Lú Olo sublinhou também que "a Constituição espera que Presidente da República aja no sentido de encontrar uma solução que salvaguarda a estabilidade e o desenvolvimento" de Timor-Leste.

"O Presidente da República nunca violará a constituição, qualquer que seja a circunstância", sustentou.

O chefe de Estado disse também que a forma como decorreram os processos eleitorais no país mereceu "a admiração da comunidade internacional", tendo o povo timorense revelado "uma vez mais uma elevada maturidade".

Francisco Guterres Lú Olo afirmou ainda que Timor-Leste cumpriu com "as obrigações internacionais", adiantando que o país vai continuar "empenhado em contribuir com soluções para a dolorosa questão dos refugiados, para a questão das alterações climáticas, para o respeito pelo direito dos povos à soberania e à permanente procura da paz através do diálogo".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório