Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2017
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 12º

Edição

Ataques aéreos russos na Síria matam 21 civis, incluindo nove crianças

Ataques aéreos russos mataram 21 civis, incluindo nove crianças, numa localidade síria controlada pelo grupo extremista Estado Islâmico, disse hoje o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), citado pela agência France-Presse.

Ataques aéreos russos na Síria matam 21 civis, incluindo nove crianças
Notícias ao Minuto

16:04 - 06/12/17 por Lusa

Mundo OSDH

De acordo com o diretor daquela ONG, Rami Abdel Rahmane, as bombas caíram durante a manhã de hoje num "ataque aéreo russo apontado a edifícios residenciais", na vila de al-Jerzi, na província oriental de Deir Ezzor, onde o Daesh já só controla meia dúzia de localidades.

O OSDH afirma que consegue determinar quais foram os aviões que participaram nestes ataques de acordo com o tipo, localização, padrões de voo e munições usadas, baseando-se numa vasta rede de correspondentes espalhada pelo país.

A localidade de al-Jerzi situa-se a leste do rio Eufrates, que corta em dois a província de Deir Ezzor.

O Estado Islâmico só detém agora 8% daquela província rica em petróleo, que foi uma das principais fortalezas do Estado Islâmico, graças a um esforço separado por parte das tropas sírias apoiadas pela Rússia e pelas Forças Democráticas da Síria (FDS), dominadas pelos curdos e apoiadas pela coligação liderada pelos Estados Unidos.

Moscovo, aliado do regime do Presidente Bashar al-Assad, disse na segunda-feira ter feito dezenas de missões de apoio às milícias curdas no leste da Síria.

Não é no entanto claro se os ataques aéreos sobre al-Jezri foram feitos em apoio ao exército sírio ou às FDS.

De acordo com as Unidades de Proteção Popular Curda (YPG) e o ministério da defesa da Rússia, os aviões russos têm dado cobertura aérea às YPG que lutam contra os 'jihadistas' na região.

No passado domingo, os curdos que fazem parte da FDS agradeceram aos Estados Unidos da América e à Rússia o apoio militar prestado, dias depois de os americanos anunciarem que iriam parar de fornecer armamento ao grupo.

Os ataques, tanto dos aviões russos, como os da coligação internacional dirigida por Washington, provocaram frequentemente muitas mortes entre civis, durante as operações contra o Estado Islâmico, sustenta o SOHR.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório