Meteorologia

  • 01 AGOSTO 2021
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Hipopótamo com doença rara fotografado no Quénia

Animal habita uma reserva natural e sobre de uma doença que afeta a pigmentação.

Hipopótamo com doença rara fotografado no Quénia

Um casal francês fotografou, numa reserva natural no Quénia, um raro hipopótamo cor-de-rosa, que interagia num lado com os companheiros.

O animal sofre de uma condição que provoca a perda parcial de pigmentação. O leucismo difere do albinismo por não afetar a visão ou a cor dos olhos.

Ainda que não seja normal um animal que padeça desta doença viver muitos anos, esta parece ser uma exceção, como reporta o Daily Mail.

A dimensão e força do hipopótamo tê-lo-á ajudado a sobreviver aos invasores, já que a pigmentação impede que se esconda tão facilmente entre e vegetação. Também a humidade terá impedido que sofresse graves queimaduras.

Laurent e Dominique Renaud nem queriam acreditar quando viram o animal entre os demais. A fotografia corre agora o mundo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório