Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

Líder de Hong Kong critica chumbo da reforma política

O líder de Hong Kong voltou hoje a criticar os que há duas semanas rejeitaram o plano de reforma política do governo, no dia em que se assinalam 18 anos desde a transição do território para a China.

Líder de Hong Kong critica chumbo da reforma política

Ao discursar esta manhã (madrugada em Lisboa) no Centro de Convenções para marcar o 18.º aniversário de Hong Kong como Região Administrativa Especial da China, o chefe do Executivo, CY Leung, disse que algumas pessoas têm resistido a aceitar os princípios estabelecidos na Lei Básica (miniconstituição), e as decisões tomadas pelo Comité Permanente da Assembleia Nacional Popular.

O líder de Hong Kong acrescentou que os 79 dias de ocupação de algumas zonas da antiga colónia britânica, entre setembro e dezembro do ano passado, contra a decisão de Pequim sobre a reforma política, colocaram graves ameaças à ordem social e Estado de Direito, escreve a Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK).

A proposta de reforma política, que assentava na eleição do chefe do Executivo de Hong Kong por sufrágio direto, mas desde que os "dois ou três" candidatos possíveis fossem previamente aprovados por um Comité de Nomeação de 1.200 pessoas, foi chumbada a 18 de junho, com 28 votos contra (incluindo os 27 deputados da ala pró-democrata), que a consideravam "uma limitação à democracia".

Além disso referiu que após o chumbo do plano de reforma política, a prioridade do governo de Hong Kong é a economia.

Antes do discurso oficial, CY Leung assistiu ao hastear da bandeira de Hong Kong na praça Bauhinia Dourada, que tem o nome da flor-emblema da Região Administrativa Especial de Hong Kong.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório