Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Crianças filipinas resgatadas de alegada prostituição online

A polícia filipina resgatou oito crianças de uma casa em Manila onde eram supostamente vendidas para prostituição e forçadas a atos sexuais perante uma audiência 'online', revelaram hoje as autoridades locais.

Crianças filipinas resgatadas de alegada prostituição online

Duas pessoas, incluindo o alegado cabecilha do negócio, Christopher Villanueva, e a mãe de três das crianças foram detidas após uma operação policial levada a cabo na noite de quarta-feira na capital das Filipinas.

Christopher Villanueva é acusado de forçar meninas com idades entre os 13 e os 17 anos de idade, e uma com 18, a fazer sexo com ele diante de câmaras, transmitindo pela Internet para clientes localizados na Ásia, América e Europa.

A polícia, que atuou com base em informações providenciadas pelo Departamento de Segurança Interna (DSI) norte-americano, encontrou artefatos eróticos, equipamento de captação de imagem e computadores portáteis durante a investigação feita a esta casa degradada em Taguig, num subúrbio no sul de Manila.

"É sempre chocante verificar quão perversas e insensíveis as pessoas podem ser ao abusarem de crianças", disse à agência France Presse (AFP) o responsável da Divisão Anti-tráfico Humano do Departamento de Investigação, Alex Nuqui.

A mãe de três das crianças abusadas vive nas imediações e foi igualmente detida sob a acusação de obrigar as filhas a praticarem sexo a troco de dinheiro. Suspeita-se que as outras cinco crianças sejam também oriundas da área.

As crianças pobres são alvos fáceis nas Filipinas e o abuso sexual infantil 'online' foi o principal crime cibernético nas Filipinas em 2014, correspondendo a 46 por cento dos 200 casos reportados, segundo o Departamento de Justiça

"Supõe-se que Christopher Villanueva cobrava entre 57 e 113 Euros aos clientes localizados nos Estados Unidos da América, Reino Unido, Austrália e Japão para visionarem as crianças a serem sexualmente abusadas", disse Nuqui.

O filipino de 33 anos foi preso após um agente do DSI ter atuado como se fosse um cliente 'online' e oferecido o equivalente a 125,50 Euros para abusar de uma das meninas na casa deste.

"Elas [as crianças] realizarão todas as suas fantasias. Venha às Filipinas", disse Christopher Villanueva em conversa via internet ao agente norte-americano.

É a segunda vez em três meses que agentes norte-americanos levam as autoridades filipinas ao encontro de suspeitos do crime de cibersexo, fazendo estas ações parte da operação internacional que visa pôr fim ao crime de pedofilia na Internet.

Em fevereiro, um australiano de 51 anos, Gerard Peter Scully, foi preso por alegadamente ter abusado sexualmente de oito meninas, incluindo uma bebé, e morto uma delas.

Em março, quatro filipinos suspeitos foram presos e duas crianças foram resgatadas durante uma operação policial num subúrbio de Manila.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório