Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 25º

Forças israelitas em combates no corredor entre Rafah e o Egito

O exército israelita afirmou hoje estar envolvido em combates no corredor de passagem que liga Rafah, sul de Gaza, à fronteira do Egito.

Forças israelitas em combates no corredor entre Rafah e o Egito
Notícias ao Minuto

12:30 - 28/05/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

A passagem é conhecida desde o acordo de 2005 (Plano de Retirada da Autoridade Palestiniana) como Corredor de Filadélfia, e liga o enclave palestiniano ao território egípcio ao longo de uma faixa de 14 quilómetros.

Os militares israelitas disseram através do portal oficial do Exército que os militares "operaram durante a noite no Corredor de Filadélfia", onde, referem, atuaram contra "alvos terroristas e infra estruturas" do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas).

"Estão a agir com precisão no terreno e seguindo informações que apontam para a presença de alvos terroristas na área", disseram os militares de Israel.

O Hamas tomou o controlo da passagem depois de ter assumido o controlo do enclave na sequência de combates entre palestinianos em 2007, após as eleições do ano anterior que afastaram a Autoridade Palestiniana de Gaza.

O Egito, que tem um acordo de paz com Israel desde 1979, já avisou Israel do risco de operações na zona do corredor fronteiriço.

O Exército israelita tomou o controlo do lado palestiniano de Rafah a 07 de maio, no âmbito de uma ofensiva contra a cidade lançada um dia depois de ter rejeitado uma proposta de cessar-fogo apoiada pelo Hamas, apresentada pelo Egito e pelo Qatar, que levou à suspensão das operações humanitárias através da passagem.

As tensões têm vindo a aumentar desde maio, à medida que a ofensiva israelita se intensifica, apesar dos apelos internacionais e de uma ordem do Tribunal Internacional de Justiça para suspender os ataques.

Na segunda-feira, um militar egípcio foi morto numa troca de tiros na zona, o que suscitou novos avisos do Governo do Cairo.

O incidente ocorreu poucas horas depois de cerca de 45 palestinianos terem sido mortos num bombardeamento israelita contra um campo de deslocados em Rafah, situado numa das "zonas seguras" designadas pelas autoridades israelitas.

Entretanto, o Exército israelita, indicou que as forças militares tinham realizado operações na segunda-feira em Jabalia, no norte de Gaza e que "alargaram as atividades" no centro do enclave.

Israel lançou a ofensiva contra Gaza na sequência dos ataques do Hamas, em 07 de outubro do ano passada e que causaram cerca de 1.200 mortos e 240 raptados.

A ofensiva israelita já fez mais de 36 mil mortos palestinianos, segundo as autoridades de Gaza controladas pelo Hamas, além de 510 mortos pelas forças israelitas e em ataques de colonos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.

Leia Também: Rafah voltou a ser alvo de ataques da artilharia e da aviação israelita

Recomendados para si

;
Campo obrigatório