Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 23º

"Dois longos anos de dor". Famílias de vítimas de Uvalde chegam a acordo

O tiroteio que matou 19 crianças e dois adultos numa escola primária em Uvalde, nos Estados Unidos, aconteceu há quase dois anos. Crime chocou a comunidade, que critica a atuação da polícia.

"Dois longos anos de dor". Famílias de vítimas de Uvalde chegam a acordo
Notícias ao Minuto

19:53 - 22/05/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Tiroteios nos EUA

As famílias das vítimas que morreram há dois anos num tiroteio numa escola primária no estado norte-americano do Texas, chegaram a acordo com os responsáveis municipais de Uvalde.

"Durante dois longos anos, definhámos de dor e sem qualquer responsabilização por parte das forças da ordem e dos agentes que permitiram que as nossas famílias fossem destruídas naquele dia", explicou a familiar de duas vítimas. Veronica Luevanos perdeu não só a filha como também o sobrinho, num tiroteio que tirou a vida a 19 crianças e dois adultos.

"Este acordo reflete um primeiro esforço de boa fé, particularmente por parte da cidade de Uvalde, para começar a reconstruir a confiança nos sistemas que não nos protegeram", explicou Luevanos, em comunicado emitido esta quarta-feira, e citado pela imprensa internacional.

O acordo é alcançado quase dois anos depois da tragédia, que aconteceu a 24 de maio de 2022, e que foi levada a cabo por um jovem de 18 anos. O ataque levado a cabo por Salvador Ramos foi alvo de muitas críticas, nomeadamente, devido à demora na intervenção policial. Os elementos demoraram mais de uma hora a "confrontar".

Quem era Salvador Ramos, o jovem que cometeu um massacre no Texas?

Quem era Salvador Ramos, o jovem que cometeu um massacre no Texas?

Salvador Rolando Ramos acabara de completar 18 anos, no passado dia 16 de maio, e estudava na Escola Secundária de Uvalde.

Notícias ao Minuto | 23:59 - 24/05/2022

Um dos advogados de uma das famílias sublinhou que "não houve transparência" na investigação e que as famílias quiseram muitos mudanças. "O processo de cura tem de começar e os compromissos feitos hoje pela Câmara [de Uvalde] são fundamentais neste processo", referiu.

Segundo a imprensa norte-americana o acordo prevê que as famílias das vítimas se envolvam nos esforços da polícia para melhorar o departamento policial, nomeadamente no que diz respeito à formação dos agentes. As famílias explicam também que as autoridades são ainda 'obrigadas' a fazer parte do processo. Para isso, vai ser estabelecido um Dia em Memória das Vítimas a 24 de maio, a criação de um comité para se construir um memorial financiado pela cidade, assim como financiar os serviços de saúde mental.

"A justiça e a responsabilização sempre foram a nossa principal preocupação - fomos desiludidos tantas vezes", explicou Javier Cazares, cuja filha de 9 anos, Jackie, foi morta. "Chegou a altura de fazer o que está certo", sublinhou.

A cidade vai pagar dois milhões de dólares às famílias das vítimas, e justificou que não será mais porque, caso contrário, os fundos locais poderiam esgotar-se.

Leia Também: Chefe de polícia de Uvalde demite-se após relatório sobre tiroteio

Recomendados para si

;
Campo obrigatório