Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 25º

Encontra aliança e procura dona durante um mês. "Não posso acreditar"

Mulher procurou pela dona durante um mês inteiro.

Encontra aliança e procura dona durante um mês. "Não posso acreditar"
Notícias ao Minuto

11:15 - 21/05/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

Estou a olhar para ela agora no meu dedo e tenho-a de volta. Não posso acreditar", diz Inma, uma mulher de Onteniente, Valência, em Espanha, que acaba de recuperar a sua aliança. 

Há mais de um mês, a mulher foi a uma aula de meditação na associação oncológica que frequenta e tirou o anel para a sessão. “Coloquei-o no bolso do casaco, mas não o fechei. Quando acabámos, amarrei-o à cintura e, quando regressava a casa, caiu na rua, a poucos metros do meu prédio", conta Inma.

Quando verificou o casaco, percebeu que tinha perdido a aliança. 

"Durante dias fiz o mesmo percurso à procura dela, mas acabei por pensar que estava perdida e foi muito difícil porque era a minha aliança de casamento após 31 anos de casamento feliz”, diz Inma, que explica que “o meu marido disse-me que não havia problema, que íamos comprar outra, mas eu queria aquela, até a minha mãe me deu a dela, mas também não era minha”, relata ao Telecinco. 

Um dia, o seu professor de reiki disse-lhe que tinha aparecido uma notícia em que se procurava o dono de um anel em Ontinyent.

“Metade da cidade sabia e eu não tinha ouvido nada sobre o assunto”, explica.

Rapidamente encontrou o número de telefone de Evelyn, a rapariga que tinha o anel, e ligou-lhe. "Quando ela atendeu o telefone, pediu-me a inscrição no anel para verificar se era a proprietária e eu disse-lhe: ‘Toni 17-7-93’. É o nome do meu marido e a data do nosso casamento", revela.

Este domingo encontraram-se para fazer a devolução do anel. “Quando nos vimos, houve gratidão e o tipo de abraço que aproxima estranhos graças à ação certa. Assim que consegui falar com ela, fui contagiada pela sua emoção e isso fez com que esta odisseia valesse a pena”, diz Evelyn ao mesmo meio.

“Ficámos ambas emocionadas quando nos vimos, eu não acreditava no que me estava a acontecer. Vivemos muito perto uma da outra e, para mim, é uma amizade para toda a vida”, reitera Inma, que diz que a protagonista desta bela história é nada mais nada menos do que Evelyn.

“O normal é as pessoas ficarem com a aliança, vendê-la e ficar com o dinheiro, mas ela passou um mês inteiro à minha procura nas redes sociais, falou com os meios de comunicação social e atendeu dezenas de telefonemas todos os dias. Tudo de forma altruísta para que eu pudesse ter a minha aliança de casamento de volta", diz, agradecida.

Leia Também: Compra frigorífico usado de 1995... e o que encontra deixa-o em choque

Recomendados para si

;
Campo obrigatório