Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 25º

Cal quis polvo no seu 9.º aniversário. Recebeu 51 (e são 'estrelas')

A família de Cal Clifford mostra como tem vindo a lidar com os seus curiosos 'animais de estimação', nos Estados Unidos. Alguns ovos ainda não eclodiram, e Terrance, o polvo-mãe, deverá morrer em breve.

Notícias ao Minuto

13:18 - 18/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

A jornada de uma família e do seu (incomum) 'animal de estimação'' está a ser acompanhada por quase 450 milhares de pessoas no TikTok – e agora há mais 50 razões para tal.

Em causa está a conta de uma família que vive em Edmond, no estado norte-americano de Oklahoma, e que decidiu oferecer ao filho, pelo seu 9.º aniversário, um polvo de 'estimação'. O sonho da criança, Cal Clifford, já durava desde muito pequenino e realizou-se há meses.

Os pais investiram num aquário adaptado para receber o animal - uma estrutura bastante complexa. Foi preciso encomendar filtros, equilibradores térmicos e medidores de água salgada, por forma a que o animal vivesse nas condições adequadas. Dois meses após o investimento e quando tudo estava pronto, Terrance, o polvo, chegou à sua nova casa.

"Gostamos muito de encorajar os interesses dos nosso filhos", explicou o pai, Cameron Clifford, citado pela Associated Press. “É uma situação mágica ver um filho a realizar algo. O Cal é fascinado pela natureza e pelo mar desde que é mais pequeno”, acrescentou.

O polvo acabou por se adaptar, e após os meses na casa dos Clifford, a família teve de comprar um tanque maior dado que o animal era maior do que esperavam. No entanto, antes que a família trocasse a ‘casa’ do animal, o animal escondeu-se numa estrutura dentro do aquário, numa espécie de ‘caverna’, durante alguns dias.

A família acabou por ser surpreendida quando descobriu que o polvo tinha colocado ovos, e, apesar de a probabilidade dos recém-nascidos da espécie Birmac sobreviverem à vida adulta ser de 1%, um dos ovos eclodiu.

O pequeno polvo foi chamado de Pearl, e a família está agora a construir pequenas casas dentro aquário. "Os bebés bimacs são exponencialmente mais sensíveis aos parâmetros da água do que os adultos, especialmente à temperatura", explicou a família num dos vídeo.

Segundo a imprensa, Terrance deverá morrer em breve, já que é o que costuma acontecer após as fêmeas colocarem ovos. A ciência explica que estes animais acabam por se automutilar muitas vezes após colocarem os ovos.

"Está a viver o resto da sua vida sozinha no aquário. Provavelmente, morrerá nas próximas semanas", explicou o pai.

Os bebés que sobreviverem deverão ser enviados para instituições, caso sobrevivam.

Veja um dos filhotes na galeria acima.

Leia Também: Excesso de elefantes no parque de Maputo leva a equacionar contraceção

Recomendados para si

;
Campo obrigatório