Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 23º

Irão garante aos EUA não querer um aumento das tensões com Israel

O Irão enviou várias mensagens aos Estados Unidos a garantir que não pretende aumentar as tensões no Médio Oriente com Israel, anunciou o chefe da diplomacia iraniana, segundo um comunicado divulgado hoje pelo seu gabinete.

Irão garante aos EUA não querer um aumento das tensões com Israel
Notícias ao Minuto

11:14 - 18/04/24 por Lusa

Mundo Irão

"O que pode aumentar as tensões na região é o comportamento do regime sionista (Israel]", afirmou Hossein Ami-Abdollahian ao chegar a Nova Iorque, na quarta-feira à noite (hora local), para uma reunião do Conselho de Segurança da ONU.

Israel afirmou na quarta-feira que se reserva "o direito de se proteger" do Irão, na sequência do ataque de Teerão ao seu território com 'drones' e mísseis, no sábado à noite.

Ami-Abdollahian insistiu que "foram enviadas mensagens antes e depois da operação" para os Estados Unidos, principalmente através da embaixada suíça em Teerão, que representa os interesses norte-americanos no Irão.

Irão e Estados Unidos não têm relações diplomáticas.

O objetivo das mensagens era "estabelecer uma compreensão correta da ação do Irão", afirmou o ministro, citado no comunicado.

"Deixámos claro aos norte-americanos que a decisão (...) de responder ao regime israelita era definitiva", disse o ministro, segundo a agência francesa AFP.

Ami-Abdollahian referia-se à retaliação pelo ataque atribuído a Israel contra o consulado iraniano em Damasco, em 01 de abril, em que morreram vários elementos da Guarda Revolucionária iraniana, incluindo dois comandantes.

Israel não confirmou a autoria do ataque em Damasco.

"Tentámos deixar claro aos Estados Unidos, através destas mensagens, que não estamos a procurar um aumento das tensões na região", acrescentou.

Em Nova Iorque, Amir-Abdollahian deverá manter conversações com o secretário-geral da ONU, António Guterres, e outros ministros dos Negócios Estrangeiros, à margem da reunião do Conselho de Segurança.

A reunião visa discutir o pedido palestiniano para se tornar membro de pleno direito das Nações Unidas.

A Autoridade Palestiniana tem atualmente o estatuto de observador na ONU.

As tensões entre Israel e o Irão aumentaram significativamente desde a ofensiva militar israelita em Gaza, que se seguiu a um ataque do grupo extremista Hamas em solo israelita, em 07 de outubro de 2023.

O Irão apoia o Hamas, que domina a Faixa de Gaza desde 2007, e que é qualificado como uma organização terrorista por Israel, Estados Unidos e União Europeia.

Leia Também: Borrell defende sanções mais eficazes ao Irão sem esquecer Gaza

Recomendados para si

;
Campo obrigatório