Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 22º

Polícia encontra granada em apartamento de terrorista da extrema-esquerda

Uma granada de mão foi encontrada durante a busca realizada no apartamento de uma suposta ex-integrante do grupo terrorista Fação do Exército Vermelho (RAF), detida na segunda-feira em Berlim, anunciou hoje a polícia alemã.

Polícia encontra granada em apartamento de terrorista da extrema-esquerda
Notícias ao Minuto

12:07 - 29/02/24 por Lusa

Mundo Daniela Klette

Daniela Klette, de 65 anos, foi detida na segunda-feira, em Berlim, onde aparentemente morava há algum tempo sob um nome falso. A suposta integrante do grupo de extrema-esquerda estava foragida há 30 anos.

Klette é acusada de participar numa série de roubos entre 1999 e 2016, que ocorreram após a dissolução da Fação do Exército Vermelho. É suspeita também de roubos e tentativas de homicídio junto com outros dois supostos ex-membros do grupo que permanecem foragidos, Ernst-Volker Staub e Burkhard Garweg.

Surgido na periferia radical do movimento estudantil de 1968 e conhecida como Baader-Meinhof - em homenagem aos seus fundadores Andreas Baader e Ulrike Meinhof -, a RAF defendeu uma guerrilha urbana visando o Governo e a elite da República Federal da Alemanha. O grupo, que matou 34 pessoas e feriu centenas, foi dissolvido em 1991.

A polícia declarou na terça-feira que a busca inicial no apartamento de Klette revelou munições, mas nenhuma arma.

Entretanto, na noite de quarta-feira, as autoridades alemãs evacuaram o prédio de sete andares e encerram a rua no bairro de Kreuzberg, enquanto retiravam a granada e outros objetos perigosos não especificados.

Na manhã de hoje, a polícia de Berlim publicou na rede social X que o seu trabalho estava concluído e os residentes poderiam regressar ao edifício.

A acusação que determinou a detenção de Klette refere-se apenas aos roubos após a dissolução do grupo, que as autoridades acreditam ter como objetivo financiar a vida dos três suspeitos na clandestinidade, mas não uma motivação política.

Os procuradores federais disseram, no entanto, que um mandado de prisão emitido há muito tempo contra Klette, relacionado a supostas atividades com a Fação do Exército Vermelho no início da década de 1990, permanece válido.

Leia Também: Terrorista procurada há 30 anos detida em Berlim "sem resistência"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório