Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 27º

"Quando apoio internacional for suficiente" Ucrânia vencerá guerra

Principal opositor de Zelensky acredita que conflito só se resolverá quando a Rússia deixar de ser imperialista.

"Quando apoio internacional for suficiente" Ucrânia vencerá guerra
Notícias ao Minuto

09:36 - 27/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Oleksiy Goncharenko

Oleksiy Goncharenko, um dos principais rostos da oposição a Volodymyr Zelensky, concedeu uma entrevista ao 20minutos. Nela, falou sobre o atual estado do conflito, o apoio internacional, o possível regresso de Donald Trump à presidência dos EUA e ainda sobre a figura do presidente ucraniano.

Relativamente ao conflito, considerou que se assiste "no terreno, a uma espécie de estagnação em que os russos estão a pressionar e a fazer pequenos progressos".

"A situação é difícil", reconheceu, pese embora considere que não se pode deixar de salientar "os progressos no Mar Vermelho", onde estão a ter "grandes êxitos".

Em relação ao apoio internacional, considera que este não tem sido suficiente.

"Quando for suficiente isso será muito claro porque venceremos e se restabelecerá a ordem internacional", atirou, considerando que "infelizmente, estamos longe desse cenário".

Relativamente à sua opinião sobre o líder ucraniano, Oleksiy começou por recordar que, estando na oposição, a sua opinião será sempre contrária ao primeiro. Contudo, reconheceu-lhe mérito por ter "demonstrado uma grande liderança após o início da invasão".

"Mas também tenho muitas perguntas a fazer-lhe sobre a forma como o país se preparou para a guerra. E também dúvidas sobre a democracia no país e algumas das tendências autocráticas que temos. Isso preocupa-me", acrescentou.

Quando a uma possível solução para o fim do conflito, isso, defendeu, passaria pela Rússia deixar de ser um país imperialista.

"Nem nós nem ninguém no mundo pode coexistir com a Rússia enquanto esta for imperialista. É como o caso da Alemanha, que foi uma catástrofe para o mundo inteiro e um grande problema, mas que, quando passou pela 'desimperialização', se tornou um país maravilhoso e próspero. A Rússia pode ser outro país, mas só depois de passar por isso. Embora muitas pessoas lhe chamem isso, esta não é a guerra de Putin. É a guerra de uma boa parte do povo russo", concluiu.

Leia Também: Tropas da Aliança na Ucrânia? Há quem admita cenário, mas Costa diz 'não'

Recomendados para si

;
Campo obrigatório