Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 28º

Corpo retirado do Tamisa é de autor de ataque com ácido em Londres

A confirmação foi dada pelas autoridades londrinas, depois de um ataque com ácido ter vitimado uma mulher e as suas filhas - assim como atingindo agentes e vizinhos da família a quem o ataque foi "direcionado".

Corpo retirado do Tamisa é de autor de ataque com ácido em Londres
Notícias ao Minuto

20:50 - 23/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Londres

A Polícia Metropolitana de Londres confirmou, esta sexta-feira, que o corpo recuperado do Rio Tamisa era de Abdul Ezedi, que era procurado pelas autoridades britânicas desde 31 de janeiro.

“Trabalhámos para identificar formalmente o corpo. Tal como podem esperar, o nosso inquérito acerca desde ataque atroz vai continuar”, referiu um comandante responsável buscas, citado pela Sky News.

Os restos mortais em causa foram encontrados a 19 de fevereiro pela tripulação de um barco no rio que atravessa Londres, cidade onde no final do mês anterior o homem, atacou uma mulher, que se acredita ser ex-companheira dele, e as filhas da mesma. O ataque foi levado a cabo com ácido e as autoridades acreditaram, logo desde o início desta caça ao homem, que o ataque tinha sido “direcionado”.

Ataque em Londres? Há cúmplices 'na mira' e já se sabe qual o ácido usado

As autoridades revelaram também que há, ao 5.º dia de caça ao homem, uma recompensa em cima da mesa. Ataque feriu 12 pessoas, e uma mulher está em risco de vida.

Notícias ao Minuto | 17:58 - 04/02/2024

Segundo o comandante, Jon Savell, a mulher, de 31 anos, continua hospitalizada – mas já estável e já sem ser sedada. Inicialmente, a mulher chegou mesmo a estar em perigo de vida. O responsável adiantou ainda, citado pela imprensa britânica, que as autoridades ainda não falaram com ela, mas que o farão em breve.

Outras pessoas ficaram feridas durante o ataque na Avenida Lessar, na capital britânica – tanto agentes, como alguns vizinhos da família, que tentaram ajudar.

À Sky News, uma amiga da mulher que foi atacada disse que esta tinha perdido a visão num olho e que “física e mentalmente há um longo caminho pela frente para ela e para as meninas”.

Segundo a mesma amiga, a mulher está a fazer um “grande progresso” e está desejosa de estar com as suas filhas, de três e oito anos.

Leia Também: Autor de ataque com ácido em Londres tinha relação com principal vítima

Recomendados para si

;
Campo obrigatório