Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 21º

Pelo menos dois mortos após ataque aéreo na Síria atribuído a Israel

Pelo menos duas pessoas morreram num ataque aéreo hoje num bairro de Damasco que foi atribuído às forças israelitas, de acordo com a televisão estatal síria e uma organização não-governamental (ONG).

Notícias ao Minuto

09:00 - 21/02/24 por Lusa

Mundo Síria

"Pelo menos duas pessoas morreram no ataque aéreo israelita a um apartamento no bairro de Kafr Sousa, em Damasco", afirmou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

O número de mortos foi posteriormente confirmado pela televisão estatal síria.

A agência de notícias oficial síria SANA indicou que a "agressão israelita" teve como alvo a zona de Kafr Sousa, em Damasco, onde estão localizados importantes escritórios governamentais e órgãos de segurança do país, mas não forneceu mais detalhes.

Num comunicado, a ONG garantiu que o ataque atingiu um apartamento num bairro da capital síria, referindo ainda que esta ação poderia ser um novo crime seletivo, nomeadamente contra altos líderes das milícias pró-iranianas na Síria.

Imagens publicadas pelo jornal pró-governo Al-Watan na rede social X mostram as consequências do impacto no edifício atacado, cuja fachada ficou escurecida devido às explosões, mas onde os danos parecem estar limitados a um único apartamento.

Segundo dados do Observatório - sediado no Reino Unido e com uma ampla rede de colaboradores no terreno -, eeste ano Israel já lançou um total de 13 operações contra o território sírio, oito destas aéreas e as restantes terrestres, através do seu lado da fronteira comum.

Embora já ocorressem com relativa frequência antes, Israel intensificou as suas ações contra o território sírio desde o início da guerra contra o Hamas na Faixa Gaza, em 07 de outubro.

Muitas vezes, estes bombardeamentos são dirigidos contra alvos de milícias pró-Irão que estão presentes em território sírio como aliadas do presidente da Síria, Bashar al-Assad, incluindo o grupo xiita libanês Hezbollah ou a própria Guarda Revolucionária do Irão.

Leia Também: Mulher de 1.º líder do EI diz que califado tinha "obsessão por mulheres"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório