Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 24º

Atirou água a ferver ao ar a -30ºC na Finlândia. Veja o que aconteceu

O protagonista do momento é Lauri Untamo, um vendedor de 49 anos do sul da Finlândia, que estava de férias na Lapónia com amigos.

Notícias ao Minuto

23:39 - 08/01/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Vídeo

As baixas temperaturas recordes da Finlândia registadas na semana passada inspiraram um turista em viagem ao Ártico a tentar um truque que há muito o intrigava: atirar água a ferver para o ar quando está extremamente frio e vê-la transformar-se numa nuvem instantânea de poeira gelada.

Segundo a Reuters, não é algo que se deva tentar, a menos que as temperaturas estejam num nível de frio que a maioria dos locais do planeta raramente ou nunca sente.

Lauri Untamo, um vendedor de 49 anos do sul da Finlândia, estava de férias na Lapónia finlandesa com amigos quando a temperatura caiu para 30 graus Celsius negativos no dia de Ano Novo.

"Eu tinha visto vídeos do truque nas redes sociais ou no YouTube, mas nunca tive uma geada adequada para tentar a 30 graus negativos ou mais", contou Untamo à agência de notícias.

Untamo ferveu água na sua cabana, levou-a a rua fora e atirou-a sobre a sua cabeça – sobrevivendo à tentativa sem queimaduras, pois a água imediatamente transformou-se numa nuvem gelada que se dissipou.

Os países nórdicos registaram um clima extremamente frio nos últimos dias, com a temperatura mais baixa dos últimos 25 anos, de menos 44,3ºC, registada na sexta-feira em Enontekio, mais a norte, no Ártico, de Pyhatunturi, onde Untamo estava hospedado.

Apesar do tempo gelado, Untamo e o seu grupo de amigos têm desfrutado de atividades ao ar livre, como esqui nórdico e caminhadas nas florestas cobertas de neve.

"Até vimos a aurora boreal em algumas noites, então a Lapónia realmente deu o seu melhor para nós esta semana", acrescentou.

Veja o vídeo na galeria acima.

Leia Também: Abandonou cães no lixo. Foi encontrado graças a ADN da mãe dos cachorros

Recomendados para si

;
Campo obrigatório