Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 30º

Detida mulher que envenenou ex-sogros com cogumelos na Austrália

A polícia australiana prendeu a anfitriã do almoço que deixou três convidados mortos por suspeita de envenenamento por cogumelos

Detida mulher que envenenou ex-sogros com cogumelos na Austrália
Notícias ao Minuto

08:24 - 02/11/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Austrália

A mulher de 49 anos, que foi anfitriã de um almoço que deixou três convidados mortos, entre os quais os seus ex-sogros, por suspeitas de envenenamento por cogumelos, foi detida pela polícia na quinta-feira em Leongatha, na Austrália.

A polícia do estado de Victoria executou um mandado de busca na casa de Erin Patterson, na qual os pais do seu ex-marido, Gail e Don Patterson, ambos de 70 anos, a irmã de Gail Patterson, Heather Wilkinson, de 66, e o seu ex-marido Ian Wilkinson, de 68, se reuniram no passado dia 29 de julho para almoçar.

Todos foram hospitalizados no dia seguinte e acabaram por morrer, exceto Ian, que ficou hospitalizado em estado grave. Depois de cerca de um mês no hospital, recebeu alta no final de setembro e continua em recuperação. 

"A prisão de hoje é apenas o próximo passo no que tem sido uma investigação complexa e minuciosa conduzida pelos detetives do esquadrão de Homicídios e que ainda não terminou", afirmou o inspetor-detetive da polícia de Victoria, Dean Thomas, citado pela agência AP.

A polícia afirma que os sintomas sofridos pelas quatro vítimas eram consistentes com envenenamento por cogumelos.

De recordar que, no início de agosto, Erin falou publicamente pela primeira vez à porta da casa onde ocorreu o almoço fatal. "Não fiz nada de mal. Amava-os e estou devastada por já não estarem cá", afirmou em declarações aos meios televisivos locais. A mulher não prestou, porém, esclarecimentos sobre onde arranjou os cogumelos, quem os apanhou ou que prato preparou para os seus convidados.

Erin salientou que os sogros eram pessoas excecionais que muito adorava e afirmou mesmo que Gail era "como uma mãe" para si.

"Estou devastada com o que aconteceu e com a perda para a comunidade, para as famílias e até para os meus filhos uma vez que perderam a sua avó", afirmou.

Nessa altura, a polícia já tinha feito saber que Erin era uma pessoa de interesse na investigação uma vez que foi ela que preparou a refeição.

Leia Também: Piloto que quis desligar motores de avião terá ingerido cogumelos mágicos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório