Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 16º

Encontrada com vida última pessoa desaparecida após incêndio em Múrcia

A pessoa, cujo sexo e idade não foram revelados, foi localizada na tarde desta segunda-feira.

Encontrada com vida última pessoa desaparecida após incêndio em Múrcia
Notícias ao Minuto

20:07 - 02/10/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

Foi encontrada com vida a última das cinco pessoas dadas como desaparecidas após o incêndio que vitimou 13 pessoas numa área de discotecas, na madrugada de domingo, na zona de Múrcia, em Espanha.

A pessoa, cujo sexo e idade não foram revelados, foi localizada pelas 16h30 desta segunda-feira (hora local), encontrando-se bem de saúde, segundo adiantou o delegado do governo de Múrcia, Francisco Jiménez, citado pelo El Periódico.

O mesmo meio adiantou que os serviços de socorro já não estão à procura de mais sobreviventes, tendo, inclusivamente, abandonado o local, segundo o El Español.

O número de desaparecidos gerou confusão à medida que os trabalhos no local avançavam, tendo algumas delas estado numa praia sem rede ou em casa de amigos, tal como detalharam os meios de comunicação espanhóis.

A porta-voz da discoteca 'Teatre', María Dolores Abellán, assegurou que o local era detentor da licença municipal obrigatória para funcionamento, tendo garantido que a gerência está a “reunir todas as informações cabíveis” para tentar apurar o que aconteceu.

Por seu turno, o advogado da discoteca 'Fonda Milagros', Francisco Adán, disse que o incêndio teve origem num camarote da 'Teatre'. O seu cliente, que tinha um contrato de arrendamento com o local, não sabia que operavam sem licença, tendo perdido toda a documentação nas chamas. Desconhecia, além disso, a existência de uma ordem de encerramento.

Recorde-se que o incêndio, declarado cerca das 6h00 da manhã, alastrou-se a outros estabelecimentos adjacentes. Os bombeiros conseguiram apagar as chamas por volta das 8h00.

A Câmara Municipal de Múrcia já declarou três dias de luto.

Trata-se do incêndio mais mortífero registado em Espanha num local de lazer, desde a tragédia vivida em 1990 na discoteca 'Flying', em Saragoça, onde morreram 43 pessoas.

Leia Também: Discotecas que arderam em Múrcia tinham ordem para fechar desde 2022

Recomendados para si

;
Campo obrigatório