Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 20º

Meloni paga conta de "imbecis" que abandonaram restaurante sem pagar

O vídeo dos quatro turistas italianos a saírem do restaurante sem pagar tornou-se viral nas redes sociais. Ministra italiana pagou a conta do seu próprio bolso.

Notícias ao Minuto

14:45 - 21/08/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Polémica

Numa ação diplomática pouco habitual, a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, pagou a conta de jantar de quatro turistas italianos que abandonaram um restaurante, na Albânia, sem pagar.

Foi o primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama, quem revelou o episódio ao jornal La Stampa, descrevendo como informou Meloni do incidente quando esta visitava o país, na semana passada.

"Nos meios de comunicação albaneses e no TikTok não se falava de outra coisa senão do grupo de italianos que fugiu de um restaurante em Berat sem pagar. O proprietário minimizou. Quando contei a Giorgia [Meloni], todos riram. Ela não gostou e ordenou ao embaixador: 'Vá pagar a conta desses imbecis, por favor, e faça uma declaração. A Itália não pode perder assim o respeito'", descreveu.

Ao ser confrontada com a situação, que aconteceu na cidade de Berat, Meloni confirmou o incidente e indicou que exigiu que a conta, no valor de 80 euros, fosse saldada. "Resolvi pedir ao embaixador para ir pagar a conta, que paguei pessoalmente", disse, ao mesmo jornal, sem nunca, porém, se ter referido aos turistas como "imbecis".

"Fiquei com vergonha, porque a Itália que quero representar não é uma nação falada no exterior por estas coisas, que não respeita o trabalho dos outros, que acha divertido enganar os outros", admitiu a governante.

A embaixada de Itália na Albânia, por seu turno, confirmou que a fatura foi paga com fundos pessoais de Meloni.

O vídeo dos quatro turistas italianos a saírem do restaurante sem pagar - que pode ver acima - tornou-se viral nas redes sociais.

"Os italianos respeitam as regras e pagam as suas dívidas e esperamos que episódios deste género não se repitam", afirmou a embaixada italiana, citada pelo Politico.

Francesco Lollobrigida, ministro italiano da agricultura, disse à Reuters que se tratava de uma questão de orgulho nacional. "Ela ofereceu-se para pagar a conta. O embaixador estava de regresso a Tirana e estava disponível para o fazer", disse à agência noticiosa. "Alguns indivíduos desonestos não podem envergonhar uma nação de pessoas decentes", atirou.

Leia Também: Balcãs Ocidentais esperam progresso e apoio financeiro na adesão à UE

Recomendados para si

;
Campo obrigatório