Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 21º

Mulher grávida morre após tiro acidental disparado pelo filho de 2 anos

Criança encontrou arma do pai e acabou por disparar fatalmente contra a mãe.

Mulher grávida morre após tiro acidental disparado pelo filho de 2 anos
Notícias ao Minuto

17:26 - 21/06/23 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Um menino, de 2 anos, matou a tiro a mãe, que estava grávida de oito meses, na casa de família no Ohio, Estados Unidos, depois de encontrar a arma do pai numa gaveta. A informação foi agora confirmada pela polícia, que adiantou que o incidente teve lugar na semana passada. 

Segundo conta o New York Post, que cita a estação WOIO, a vítima, Laura Ilg, de 32 anos, ligou para o número de emergência após ser atingida, relatando que o filho tinha puxado o gatilho da arma acidentalmente, atingindo-a nas costas.

A mulher foi encontrada gravemente ferida, juntamente com o filho, no andar de cima da casa. As autoridades tiveram de derrubar a porta da frente da residência para conseguirem entrar.

Grávida de 33 semanas, Laura foi levada para o hospital, onde ainda foi realizada uma cesariana de emergência, mas o bebé não sobreviveu.

A mulher também morreu poucas horas depois devido aos ferimentos provocados pelo tiro.

Segundo a polícia, o marido da vítima costumava guardar a arma numa mesa de cabeceira ao lado da cama do casal. As autoridades acreditam que um dos portões de segurança para crianças instalados na casa terá sido deixado aberto, levando a que o menino conseguisse entrar no quarto e encontrar a arma.

Laura ainda conseguiu dizer aos polícias que não sabia que o menino estava a brincar com a arma quando foi atingida.

No Facebook, o marido de Laura, que estava a trabalhar quando ocorreu o incidente, partilhou uma homenagem.

"A Laura e o nosso filho Talisen morreram na sexta-feira. Não há palavras para a dor e a perda que sinto", escreveu. "Ela foi, é e sempre será o amor da minha vida", acrescentou.

O menino de dois anos está ao cuidado do pai.

A polícia tem em curso uma investigação.

Leia Também: Mulher condenada por abandonar filha recém-nascida no Maine em 1985

Recomendados para si

;
Campo obrigatório