Meteorologia

  • 04 OUTUBRO 2023
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Ativista pela educação das raparigas afegãs é detido em Cabul

Matiullah Wesa foi apanhado pelos talibã do lado de fora de uma mesquita, na noite de segunda-feira.

Ativista pela educação das raparigas afegãs é detido em Cabul
Notícias ao Minuto

08:31 - 28/03/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Afeganistão

O fundador de um projeto que fazia campanha pela educação das raparigas no Afeganistão foi detido pelas autoridades talibãs em Cabul, informou a ONU esta terça-feira.

"Matiullah Wesa, presidente da PenPath e defensor da educação das crianças, foi preso em Cabul na segunda-feira", revelou a missão das Nações Unidas no Afeganistão através de uma publicação no Twitter, onde pede às autoridades de Cabul para que seja indicado o paradeiro de Wesa assim como os motivos da detenção.

O irmão do ativista confirmou a detenção, que aconteceu do lado de fora de uma mesquita após as orações na noite de segunda-feira. 

"Matiullah terminou as suas orações e saiu da mesquita quando foi parado por alguns homens em dois veículos", disse Samiullah Wesa à AFP.

"Quando Matiullah pediu que se identificassem, eles espancaram-no e levaram-no à força", acrescentou.

Matiullah Wesa, 30 anos, ativista comprometido com a educação das afegãs, é fundador e presidente da organização PenPath. 

Wesa criou 18 bibliotecas e contribuiu no processo de reabertura de várias escolas que tinham sido encerradas nas zonas rurais do Afeganistão, assim como lançou uma campanha para a distribuição de livros e alfabetização de adultos. 

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o Afeganistão tornou-se, desde a tomada do poder pelos talibã, o país mais repressivo do mundo para as mulheres e meninas, privadas de muitos direitos básicos.

Apesar das promessas iniciais de uma postura mais moderada, os talibã impuseram medidas duras desde que assumiram o poder, em agosto de 2021, quando as forças dos EUA e da NATO estavam nas últimas semanas da sua retirada do Afeganistão, após duas décadas de guerra.

Os talibã baniram a educação de meninas além do sexto ano de escolaridade e proibiram as mulheres de frequentarem espaços públicos como parques e ginásios.

As mulheres também estão proibidas de trabalhar em organizações não-governamentais nacionais e internacionais e obrigadas a andar cobertas da cabeça aos pés.

Leia Também: ONU lança novo plano de resposta para o Afeganistão e região

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

;
Campo obrigatório