Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
26º
MIN 16º MÁX 30º

Angola com incidência anual da tuberculose de 202 casos em 100 mil civis

Angola tem uma incidência anual de tuberculose estimada em 202 casos em 100.000 habitantes e notificou cerca de 63.000 casos, em 2022, registando neste momento "limitações" de fármacos de primeira linha, segundo a organização não-governamentala Anaso.

Angola com incidência anual da tuberculose de 202 casos em 100 mil civis
Notícias ao Minuto

12:51 - 24/03/23 por Lusa

Mundo Angola

A Anaso -- Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida e Grandes Endemias --, em mensagem sobre o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, que hoje se assinala, refere que a faixa etária entre os 15 e os 39 anos é a mais afetada pela doença em Angola.

Segundo a ONG, Angola está entre os 30 países com maior carga de tuberculose e esta doença "é considerada a terceira causa de morte no país", depois da malária e dos acidentes rodoviários.

A ONG alertou que Angola "tem limitações de fármacos de primeira linha", refere a Anaso, observando que o número de casos de tuberculose multirresistente no país "está a aumentar".

"A recolha de dados é feita de forma deficiente. A taxa de abandono é alta e a taxa de co-infeção VIH/tuberculose está estimada em 12%", sublinha o comunicado.

De acordo com a organização não-governamental, a população em Angola tem pouca informação sobre a doença e o acompanhamento dos doentes de tuberculose a nível domiciliar "é deficiente".

"Está na hora de acabar com a tuberculose", defende a Anaso, considerando, por outro lado, que as organizações da sociedade civil precisam de incluir nas suas intervenções abordagens comunitárias e as unidades sanitárias devem realizar atempadamente o diagnóstico e o tratamento.

Os serviços de tuberculose "devem ser alargados às diferentes unidades sanitárias do país e os fármacos devem estar sempre disponíveis".

A Anaso recomenda mesmo a criação de um fundo de combate à tuberculose em Angola, referindo que a saúde "é um investimento, não um custo".

O Programa Nacional da Tuberculose promove hoje uma marcha, em Luanda, sob o lema "Sim, Podemos Acabar com a Tuberculose", para assinalar a efeméride.

Leia Também: Tuberculose. "Os países africanos têm feito progressos notáveis"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório