Meteorologia

  • 18 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 21º

Libertado trabalhador alemão raptado na fronteira entre o Níger e Mali

Um trabalhador humanitário alemão raptado há mais de quatro anos na fronteira entre o Mali e o Níger foi libertado pelo grupo Estado islâmico no Grande Sahara (ISGS), noticiou hoje a imprensa alemã.

Libertado trabalhador alemão raptado na fronteira entre o Níger e Mali
Notícias ao Minuto

15:09 - 09/12/22 por Lusa

Mundo Mali

Jorg Lange, de 63 anos, foi raptado em abril de 2018 numa zona do Níger ocidental, perto da fronteira comum. Segundo o jornal alemão Spiegel, o homem foi libertado e entregue aos mediadores marroquinos, sendo depois transferido para a embaixada alemã na capital maliana, Bamaco.

Lange, que trabalhou para uma organização não-governamental durante várias décadas, será agora transferido para a Alemanha, que enviou uma equipa especial para o país para tentar assegurar a sua libertação.

O homem foi raptado por homens armados que alegadamente o entregaram ao ISGS, que exigia 20 milhões de dólares (cerca de 18,9 milhões de euros) em troca da sua libertação, contudo, até ao momento não há pormenores sobre um possível pagamento de resgate.

O Mali e o Níger, tal como outros países do Sahel, têm sofrido nos últimos anos um número crescente de ataques terroristas, tanto pela filial da Al-Qaida na região como pelo grupo extremista Estado Islâmico, o que também levou a um aumento da violência intercomunitária e à deslocação de dezenas de milhares de pessoas.

Leia Também: Ataque no Níger provoca morte de guarda-florestal e um desaparecimento

Recomendados para si

;
Campo obrigatório