Meteorologia

  • 08 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 16º MÁX 28º

EUA aguardam progressos no próximo diálogo entre Sérvia e Kosovo

Os Estados Unidos da América (EUA) pediram hoje à Sérvia e Kosovo para avançarem este mês no diálogo sobre a normalização das relações, e manifestaram confiança na estabilidade da Bósnia-Herzegovina apesar dos recentes focos de tensão na região balcânica.

EUA aguardam progressos no próximo diálogo entre Sérvia e Kosovo
Notícias ao Minuto

20:15 - 05/08/22 por Lusa

Mundo Tensão

Numa conferência de imprensa em formato virtual, o enviado dos EUA para os Balcãs, Gabriel Escobar, sublinhou a necessidade de a região acelerar o processo de integração na União Europeia (UE) como resposta ao risco de instabilidade devido à guerra na Ucrânia.

"Esperamos progressos em agosto", disse Escobar numa alusão à nova ronda de conversações patrocinadas pela Comissão Europeia e convocadas para 18 de agosto em Bruxelas, com a participação do Presidente sérvio, Aleksandar Vucic, e do primeiro-ministro do Kosovo, Albin Kurti.

O enviado norte-americano pediu que Sérvia e Kosovo, envolvidos no passado fim de semana num novo pico de tensão por desacordos sobre o uso de documentos de identidade e matrículas automóveis nos respetivos territórios, cumpram os acordos até agora alcançados, na sequência do diálogo impulsionado desde 2011 pela Comissão Europeia.

Numa referência à Bósnia-Herzegovina, Escobar saudou uma recente decisão do Alto representante internacional no país, ao impor alterações legislativas ao processo eleitoral e após uma reivindicação dos croatas bósnios.

As alterações são, no entanto, contestadas pelos bosníacos (muçulmanos).

O país dividido desde a guerra civil (1992-1995) e com permanentes tensões entre os líderes bosníacos, sérvios e croatas, os três povos constituintes reconhecidos pelo Acordo de Dayton, vai realizar eleições legislativas em 02 de outubro.

Escobar manifestou confiança na estabilidade política no país dividido e vaticinou que "não haverá guerra na Bósnia-Herzegovina", apesar das alegadas intenções secessionistas dos sérvios bósnios.

Neste sentido, o representante norte-americano considerou ainda que a perspetiva desta região avançar na integração europeia se reforçou na sequência da invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro passado.

Leia Também: Líderes da Sérvia e Kosovo reúnem-se a 18 de agosto em Bruxelas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório