Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

Camarões confirmam morte dos 11 passageiros do avião que se despenhou

O ministro dos Transportes camaronês confirmou, quinta-feira à noite, a morte dos 11 passageiros do avião que se despenhou numa floresta dos Camarões na quarta-feira, adiantando que as caixas negras do aparelho já foram encontradas.

Camarões confirmam morte dos 11 passageiros do avião que se despenhou
Notícias ao Minuto

12:11 - 13/05/22 por Lusa

Mundo Acidente

Na quinta-feira, a rádio estatal CRTV assegurou que os nove passageiros e dois tripulantes do avião da Camarões Oil Transportation Company S.A. (COTCO), uma empresa que opera um oleoduto, morreram no acidente.

"Os 11 ocupantes estão mortos, todos [os corpos] foram identificados e recuperados", afirmou o ministro dos Transportes, Jean-Ernest Ngallé Bibehe, na noite de quinta-feira, a alguns jornalistas que o acompanharam até o local do acidente, no meio da floresta, perto da vila de Mimbanga, na comuna de Bibey.

Os guardas saíram da densa floresta com os restos mortais das vítimas envoltos em lençóis brancos, observou um jornalista da agência de notícias francesa AFP.

Após várias horas de pesquisas, os restos mortais de todos os ocupantes do aparelho foram recolhidos para a aldeia mais próxima.

"Há corpos mutilados, outros carbonizados", explicou um responsável do ministério, que pediu anonimato.

"Os destroços do avião estão espalhados ao longo de 5 quilómetros", explicou também um gestor dos Aeroportos dos Camarões, encarregado, com outros de recolher pistas suscetíveis de esclarecer as circunstâncias do acidente.

Mais de 200 moradores participaram nas buscas dos corpos e destroços do avião, além dos homens da segurança dos Camarões.

As duas caixas negras foram recuperadas e "ajudarão a esclarecer as circunstâncias deste acidente", disse M. Bibehe.

"Um vento violento soprava antes do acidente, acreditamos que estas más condições meteorológicas estejam na origem do acidente", assegurou um agente de segurança que pediu o anonimato.

A identidade e nacionalidade das vítimas também não foi revelada, mas os meios de comunicação locais dizem que a maioria eram funcionários da COTCO, empresa que resulta de uma joint-venture de direito camaronês, criada em 1998, pelos grupos americanos ExxonMobil e Chevron, juntamente com os estados do Chade e os Camarões, para construir e operar um oleoduto que transporta petróleo bruto do Chade para o porto camaronês de Kribi, de onde segue depois para os mercados internacionais.

Leia Também: Onze pessoas morrem em queda de aeronave numa floresta nos Camarões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório